Passar para o Conteúdo Principal
C.M Matosinhos
Imagem ouvir matosinhos 1 2500 2500
SãoMamededeInfestaOuvirMatosinhosDebateNotícias

Ciclo “Ouvir Matosinhos” já começou

S. Mamede de Infesta recebeu ontem o primeiro debate com a população

05.11.19

Dois anos depois de assumir funções como Presidente da Câmara Municipal, Luísa Salgueiro irá percorrer, ao longo do mês de novembro, as antigas dez freguesias do concelho, ouvindo as preocupações e recolhendo os contributos de todos.
A realização de debates com a população insere-se na estratégia de promoção da cidadania e de proximidade com os munícipes.
Mais de uma centena de pessoas encheu ontem o auditório da junta de freguesia de S. Mamede de Infesta para a primeira sessão. Entre as várias presenças, destaque para a do Vice-presidente da Autarquia, Fernando Rocha, da Vereadora do Desenvolvimento e Coesão Social, Ângela Miranda, do Vereador da Educação, António Correia Pinto, do deputado da Assembleia Municipal, Carlos Mouta, do administrador da Matosinhos Sport, Vasco Pinho, do presidente da junta da união das freguesias de Custóias, Leça do Balio e Guifões, Pedro Gonçalves, entre outras.
O debate, moderado pelo jornalista Júlio Magalhães, contou com a participação, além de Luísa Salgueiro, do presidente da junta da união das freguesias de S. Mamede de Infesta e Senhora da Hora, Leonardo Fernandes, que deu as boas-vindas a todos os presentes.
A Presidente da autarquia começou por apresentar um powerpoint, fazendo um balanço dos dois anos do mandato autárquico e dos projetos realizados nas várias áreas: Finanças, Economia, Proximidade, Ação Social, Educação, Desporto, Saúde, Segurança Urbana, Planeamento, Mobilidade, Ambiente e Cultura. Aproveitando a aprovação do Plano de Atividades e Orçamento para 2020, a edil abordou o valor da dívida, que atinge o mínimo histórico dos últimos 20 anos, rondando os 35 milhões de euros. Desde o início do mandato e até ao final de 2020, o município prevê amortizar 20 milhões de euros da dívida.
O prazo médio de pagamento inferior a 20 dias, a descida do IMI para os 0,375 em 2019, a isenção de derrama para empresas com volumes de negócios até 150 mil euros ou a elaboração do regulamento de incentivos ao investimento foram outros dos temas em destaque.
A autarca deu ainda conta dos vários projetos para o concelho como o Plano de Mobilidade e Transportes, a Estratégia Local de Habitação, a Bolsa de Cuidadores, o reforço de agentes da Polícia Municipal, a requalificação do parque escolar, a introdução da robótica, computação e programação no Currículo Local de Educação, a construção do parque das matilhas, a criação de um albergue para peregrinos no mercado de Angeiras, entre outros.
No caso concreto de S. Mamede de Infesta, Luísa Salgueiro salientou o apoio à formação desportiva em várias modalidades de 829 atletas, a requalificação do pavilhão da Associação Académica de S. Mamede, a remodelação do piso do Futebol Clube Infesta, o apoio a instituições culturais da freguesia, a realização de um conjunto de obras no Largo da Ermida, no Conjunto Habitacional do Seixo e Moalde e na creche de S. Mamede de Infesta, ou a reparação do Parque Público de S. Mamede de Infesta.
Para 2020, destacou a implementação da ARU- Área de Reabilitação Urbana de S. Mamede de Infesta, a conservação e manutenção de várias artérias da freguesia, e a intervenção no Parque do Seixo, na Rua Godinho Faria, na Escola Secundária Abel Salazar, na Nova Centralidade e na Escola de Segunda Oportunidade, entre outros projetos em curso.
No final da apresentação de Luísa Salgueiro, o público presente teve a oportunidade de colocar as suas questões. A reativação da Linha de Leixões, a requalificação da Praça da Cidadania, a necessidade de mais iluminação e de mais contentores do lixo em alguns pontos da freguesia, os preços elevados no mercado de arrendamento, a necessidade de mais policiamento, a degradação de algumas artérias, a falta de passeios e passadeiras, o reforço da rede de transportes públicos ou as portagens na entrada para S. Mamede de Infesta foram alguns dos temas em foco.
O ciclo de debates com a população prossegue amanhã, na Senhora da Hora. A entrada é livre.

Consulte o calendário:
imagem

image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title

Artigos relacionados: