Passar para o Conteúdo Principal
C.M Matosinhos

A Lenda de Cayo Carpo

Recriação histórica no areal da Praia de Matosinhos foi um sucesso.

16.09.13

“Mãe, aquilo é uma cobra verdadeira?”, ouviu-se a pergunta curiosa no areal da Praia de Matosinhos. Os encantadores de serpentes foram apenas um dos muitos atrativos que fizeram as delícias da pequenada no passado fim-de-semana. A recriação histórica em torno da Lenda de Cayo Carpo fez Matosinhos voltar atrás no tempo, mais concretamente ao tempo dos romanos.

A lenda de Cayo Carpo vem do tempo em que o território de Matosinhos ainda não era cristão e explica a famosa associação da concha da vieira à devoção e aos Caminhos de Santiago de Compostela.

Reza a lenda que Cayo Carpo, um senhor romano, pagão, casou com Cláudia Lobo, gaiense e descendente de um pretor romano, na praia de Matosinhos. A Boda, sumptuosa e magnificente, juntou bailarinas e bailarinos de diferentes regiões do Império Romano, danças exóticas, largada de pombas brancas e muita música.

Decorriam as grandes festas junto ao mar quando Cayo Carpo avista uma embarcação. O seu cavalo corre para a água e entra mar adentro. No fundo do mar, Cayo Carpo entra numa nau que transporta o corpo do Apóstolo Santiago para Compostela. Às suas vestes de noivado agarram-se as famosas vieiras. Deslumbrado com o que viu, o romano manifestou a intenção de ser batizado e converteu-se ao cristianismo.

O cortejo dos nubentes, bem como seu casamento, foram recriados no areal da Praia de Matosinhos. A animação foi protagonizada pelos legionários, personagens mitológicas, encantadores de serpentes, malabaristas, cuspidores de fogo e acrobatas, num ambiente romanizado onde não faltou a venda de escravos, a bijuteria marroquina, as danças de roda, a sangria e o hidromel, os doces ou as iguarias tradicionais árabes.

Mas houve muito mais. As lutas de gladiadores reuniram centenas de pessoas no anfiteatro romano. Estes era os espetáculos mais desejados pelas multidões que frequentavam os anfiteatros romanos. Faziam-se apostas, formavam-se “claques”, injuriavam-se os vencidos e aclamavam-se apoteoticamente os vencedores.

O Presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, Dr. Guilherme Pinto, e o Vereador da Cultura, Fernando Rocha, marcaram presença em vários momentos do programa da recriação histórica da Lenda do Cayo Carpo. Este evento, inédito em Portugal, revelou-se um enorme sucesso e promete regressar no próximo ano.

Artigos relacionados: