Passar para o Conteúdo Principal
C.M Matosinhos
Os Hospitalários no Caminho de SantiagoNotícias

Os Hospitalários no Caminho de Santiago

De 4 a 8 setembro, no Mosteiro de Leça do Balio.

22.08.19

Em setembro regressa a Leça do Balio a recriação histórica “Os Hospitalários no Caminho de Santiago”.

Cerca de 95 mil pessoas passaram no ano passado pela Feira Medieval de Leça do Balio.

A 14ª edição deste evento irá decorrer entre os dias 4 e 8 de setembro, no recinto montado em torno do Mosteiro de Leça do Balio.

Criada pela Câmara Municipal de Matosinhos, esta recriação histórica surgiu com o intuito de promover os Caminhos de Santiago no concelho, bem como divulgar o Mosteiro de Leça do Balio, um dos monumentos mais emblemáticos do Norte de Portugal cujas origens remontam ao século X.
No século XII, tornou-se a sede da Ordem dos Cavaleiros de S. João de Jerusalém do Hospital, por isso conhecidos como “hospitalários”.

O local, recorde-se, desempenhou um importante papel na assistência aos peregrinos que demandavam o túmulo do apóstolo Santiago em Compostela, providenciando assistência anímica e médica. Afonso Henriques e Sancho I passaram por ali a caminho de Compostela, tal como a rainha Santa Mafalda ou D. Nuno Álvares Pereira, o santo condestável.

O Mosteiro de Leça do Balio continua, ainda hoje, a ser um local de referência e de passagem obrigatória para quem, nesta região, percorre os Caminhos de Santiago, classificados pela UNESCO como Itinerário Cultural da Humanidade.

O Mosteiro de Leça do Balio foi também palco do casamento real entre D. Fernando e D. Leonor Teles. Contra a vontade de todos, D. Fernando casa com D. Leonor Teles tornando-a rainha de Portugal. A cerimónia ocorre debaixo de protestos por parte do povo, reprimidos violentamente pelo rei, dando origem aos acontecimentos que, anos mais tarde, despoletaram a crise política de 1383- 1385.

Celebrado em 1372, este casamento real é um dos episódios mais marcantes da monarquia portuguesa, pois esteve envolvido em muita polémica. Foi o único casamento real a ser celebrado fora da capital. Todos os anos, é recriado no último dia de “Os Hospitalários no Caminho de Santiago”.

Muito em breve será divulgado o programa. Para além das tabernas de petiscos e bebidas e das barraquinhas da doçaria conventual, os visitantes poderão assistir ao trabalho executado ao vivo pelos vários artesãos, interagir com as várias personagens da época como os bobos, malabaristas, acrobatas e saltimbancos, cavaleiros, mercadores, encantadores de serpentes e assistir a várias recriações de lendas.

O evento terá ainda animação, música e dança, visitas guiadas ao património, torneios a cavalo, treinos de armas e de aves, oficinas para os mais novos, entre muitas outras atividades.

Horário:
Dia 4 – 17h às 24h
Dia 5 – 12h às 24h
Dia 6 – 12h à 1h
Dia 7 – 12h à 1h
Dia 8 – 12h às 22h

Preço dos bilhetes:
Diário 1 euro
Pulseira para todos os dias 3 euros

evento_hospitalarios_2019_1_2500_2500

2828__image
2829__image
2835__image
2843__image
2831__image
2830__image
2839__image
2844__image

Artigos relacionados: