Passar para o Conteúdo Principal
C.M Matosinhos
ConstantinoNeryTeatroNotícias

“O Funeral de Neruda”

Últimos 12 dias do poeta Pablo Neruda representados no Nery

07.10.19

Pablo Neruda abriu na passada sexta-feira o mês de outubro da programação do Teatro Municipal de Matosinhos- Constantino Nery com o espetáculo “O Funeral de Neruda”.
Renzo Sicco e Luís Sepúlveda escreveram esta peça de teatro em que descrevem os últimos 12 dias de vida do grande poeta Pablo Neruda e as circunstâncias estranhas em que foi velado o seu corpo.
O italiano Renzo Ricco encena esta peça de teatro, cujo texto escreveu juntamente com o chileno Luís Sepúlveda e que deu origem a um livro com o mesmo título.
Uma coprodução entre a Seiva Trupe - Teatro Vivo e a Assemblea Teatro de Turim com as interpretações de Júlio Cardoso, Clara Nogueira, Filomena Gigante, Joana Teixeira, Rui Spranger; e o barítono italiano Maurizio Leone.
O ator Júlio Cardoso veste a pele de Pablo Neruda, num espetáculo que descreve os últimos 12 dias de vida do poeta chileno Prémio Nobel da Literatura, nomeadamente as circunstâncias pouco claras em que ocorreu a sua morte, poucos dias após o golpe militar no Chile em 1973.
Apesar do recolher obrigatório instituído, uma multidão participou no funeral de Pablo Neruda, dando origem à primeira manifestação pública popular contra o recém-instalado regime do ditador Augusto Pinochet.

FICHA ARTÍSTICA E TÉCNICA:
Texto de Luis Sepúlveda e Renzo Sicco.
Encenação de Renzo Sicco.
Interpretação: Júlio Cardoso, Clara Nogueira, Filomena Gigante, Joana Teixeira, Rui Spranger; e o barítono italiano Maurizio Leone.
Desenho luz de Júlio Filipe
Operação de Filipe Cardú.
Espaço cénico de Renzo Sicco.
Construção de Rui Azevedo.
Guarda-Roupa: Assemblea/Seiva/Alphatones
Produção: Seiva Trupe-Teatro Vivo CRL

image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title

Artigos relacionados: