Passar para o Conteúdo Principal
C.M Matosinhos
Imagem ojm 1 2500 2500
OJMMúsicaNotícias

Orquestra Jazz de Matosinhos em festa

Primeiro aniversário do estúdio na Real Vinícola decorre sábado o espetáculo “Músicas Brasileiras, Músicos Portugueses”

17.09.19

Um ano depois de se ter mudado para um novo espaço no renovado quarteirão da Real Vinícola em Matosinhos, a Orquestra Jazz de Matosinhos (OJM) volta a abrir as portas para celebrar com o público esta mudança tão desejada ao longo dos 22 anos de percurso que contou sempre com o apoio da Câmara Municipal de Matosinhos.
O 1.º aniversário do estúdio da OJM na Real Vinícola vai ser celebrado ao som de "Músicas Brasileiras, Músicos Portugueses" no próximo sábado, dia 21 de Setembro, pelas 22h00, e com entrada livre.
Este concerto, estreado em Abril no âmbito da exposição "Infinito Vão – 90 anos de Arquitectura Brasileira", em parceria com a Casa da Arquitectura, conta com curadoria do musicólogo brasileiro Zuza Homem de Mello e tem como convidado o baterista gaúcho Kiko Freitas.
Uma oportunidade singular para ouvir o repertório conhecido da história da música brasileira, com arranjos específicos, que serão interpretados pelos músicos da OJM e o baterista Kiko Freitas, dirigidos por Pedro Guedes.
Pixinguinha, António Carlos Jobim, João Bosco, Dorival Caymmi, Moacir Santos e Nelson Ayres são alguns dos compositores que vão ser revisitados ao vivo em clássicos como "Carinhoso", "Corcovado", "Nanã", "Linha de Passe", "Canto prá Nanã" e "Organdi e Gomalina".
O novo espaço da OJM foi inaugurado em 2018 com um fim-de-semana de portas abertas que culminou com um concerto da big band e Manel Cruz, a que assistiram milhares de pessoas.
Ao longo deste primeiro ano, muito tem acontecido na nova casa da OJM. O Programa Educativo afirmou-se com sessões quinzenais esgotadas da Orquestra de Famílias de Matosinhos, um workshop de improvisão vocal com Sofia Ribeiro, o trabalho anual com escolas do concelho que culminaram no espetáculo da Grande Pesca Sonora e o LEM - Laboratório de Experimentação Musical.
O CARA - Centro de Alto Rendimento Artístico recebeu ainda Recitais de Piano promovidos pela Câmara Municipal de Matosinhos com Mário Laginha, Pedro Burmerster, Fausto Neves, Luís Pipa, Marta Meneses e Vasco Dantas. Com condições extraordinárias, ao CARA foram gravar a Orquestra Sinfónica Portuguesa, o Jazz Ensemble da ESMAE, o saxofonista Ohad Talmor, o Genovese Trio, a violoncelista Mariel Roberts, o pianista Constantin Sandu, a dupla Telmo Marques e Sérgio Carolino, e a OJM também gravou o seu repertório de tradicionais.
No seguimento das parcerias com a Universidade do Porto (Faculdade de Engenharia e INESC-TEC) e o Instituto Politécnico do Porto (ESMAE, Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo; ESE, Escola Superior de Educação via CIPEM, Centro de Investigação em Psicologia da Música e Educação), a nova casa da OJM na Real Vinícola acolheu o seminário “A Educação na Era Digital” destinado a professores do ensino básico e secundário.
Tudo isto acontece paralelamente à digressão dos vários espetáculos da Orquestra Jazz de Matosinhos.

 

imagem

Artigos relacionados: