Passar para o Conteúdo Principal
C.M Matosinhos
Bannercayocarpo 1 2500 2500

Lenda de Cayo Carpo ou do Matizadinho

Numa época em que os Caminhos para Compostela, nomeadamente os trajetos em Portugal, registam um reflorescimento muito grande, a Câmara Municipal quer relembrar que um dos seus mais famosos símbolos teve a sua origem nestes areais de Matosinhos. De 20 a 22 de junho, na Praia da Matosinhos, junto ao Senhor do Padrão, não perca a "Recriação Histórica da Lenda do Cayo Carpo".

30.05.14

É esta a lenda responsável pelo aparecimento do topónimo “Matosinhos” e que explica a precoce conversão das gentes desta terra ao cristianismo.

Associa Matosinhos ao culto de Santiago de Compostela e aos famosos caminhos de Santiago, pois explica a origem das conchas/vieiras como um dos símbolos principais dos peregrinos que, todos os anos, percorrem os caminhos de Santiago de Compostela.

Segundo a tradição, Tiago, um dos apóstolos de Cristo, terá sido incumbido de transmitir e difundir a Mensagem do seu Mestre no Noroeste da Península Ibérica. No fim dessa missão, regressa à Palestina onde, no ano 44, num episódio narrada na Bíblia, é capturado por Herodes Agripa que o manda decapitar, transformando-o num dos primeiros mártires do cristianismo.

Os seus seguidores conseguem, contudo, recuperar o corpo e decidem transportá-lo para a sua área de evangelização. É assim que, após o embarque, navegam até Iria Flavia, na Galiza, principal porto da região, procedendo ao enterramento do corpo de Santiago, ainda segundo a tradição, num bosque próximo, que mais tarde conheceremos por Compostela.

Será durante o transporte marítimo do corpo martirizado do santo desde a Palestina à Galiza que ocorrerá o episódio que explica a associação da vieira a Santiago.

Corria o ano de 44 d.C., um vasto areal no lugar de Bouças (designação, até ao início do século XX, do atual concelho de Matosinhos), conhecido como a Praia do Espinheiro, é o local escolhido pelo grande senhor romano e pagão da região, Cayo Carpo, para realizar as festas do seu casamento com a jovem Claudia Loba.

Durante as festividades, o noivo desafia os restantes cavaleiros para uma corrida invulgar de cavalos: venceria quem conseguisse entrar mais longe mar adentro. Para surpresa de todos, o cavalo de Cayo Carpo avança, desenfreado, sobre as águas sem se afundar. Dirige-se para um barco, em pedra, que passa ao largo transportando o corpo de Santiago da Palestina até à Galiza. Perante o milagre que presenciou, Cayo Carpo converte-te ao cristianismo. Engolidos pelas águas do mar, cavaleiro e cavalo reaparecem no areal completamente cobertos de vieiras, convertidas, a partir daí, num dos símbolos de Santiago. Também se diz que Cayo Carpo surgiu completamente “matizadinho” de vieiras e, por esse motivo, passou a ser conhecido como o “Matizadinho” na praia do “Matizadinho”- topónimo que evolui, nos séculos seguintes, para Matosinhos.

Ficha de Inscrição

Regras de Participação

Os interessados deverão endereçar os pedidos de inscrição provisória através do envio da ficha de Inscrição, até ao dia 06 de Junho de 2014

Consulte aqui o Programa

 

 

Artigos relacionados: