Passar para o Conteúdo Principal
C.M Matosinhos
Imagem augusto gomes 1 2500 2500
MuseuQuintaSantiagoCulturaEventos

“As Famílias de Augusto Gomes”

Exposição com a curadoria de A. Cunha e Silva

16.11.19 a 23.02.20

“As Famílias de Augusto Gomes”
De 16 de novembro a 23 de fevereiro de 2020

O Museu da Quinta de Santiago, estrutura museológica da Autarquia de Matosinhos, e palco privilegiado de apresentação a público da Coleção de Arte da Autarquia, fecha a sua programação expositiva de 2019, apresentando uma mostra desta feita dedicada ao Mestre Augusto Gomes (1910-1976).

“As Famílias de Augusto Gomes”, com a curadoria de A. Cunha e Silva, remete-nos para uma nova abordagem à obra do Mestre, incidindo com especial enfoque as famílias da sua terra, as famílias de pescadores de Matosinhos. Nas palavras do A. Cunha e Silva, “Augusto Gomes, consciente da mescla heterogénea de pescadores que sazonalmente habitam na terra e navegam no mar de Matosinhos, retirou dessa vivência um universo iconográfico: do lugar, do gesto e da dor. Aos olhos do pintor, esta mancha humana, multicolor, também estética, diversificada e rica, mostrava-se nos seus apetrechos de pesca, modos de vestir, expressões de sentir e de estar. Serviu-se desta pesquisa para a criação e objetivos de trabalho que na época impunha o neo-realismo. Augusto Gomes conhecia os ventos, as nuvens e o mar, e só um pintor assim, salgado em imagens reais, poderia ter realizado uma obra autêntica das famílias dos homens e mulheres do mar.”

Assim, nesta exposição vamos encontrar a visão do curador acerca dos estudos realizados à obra do Mestre, desde a sua convivência - foi A. Cunha e Silva o curador da primeira exposição retrospetiva, na altura no Orfeão de Matosinhos – até à data. Uma visão analítica, com muitas questões aos enigmas que Augusto Gomes deixou representados nos seus desenhos ou telas. Podemos também observar a maturação do pintor, o estudo de determinados ícones, ensaiados obra após obra, refinando-se na sua apresentação. Mas também uma visão apaixonada e entusiasta daquele que foi um dos artista que "arredado de exposições, coletivas ou individuais, e a sua arte, definida em circuito fechado, encontrou uma maneira plástica de excelente composição escolar, ou docente, para traduzir uma imagem rústica de figuras empenhadas num dia-a-dia que recusa folclore", como referiu José Augusto França, no seu livro a Arte em Portugal no século XX”.

A Presidente da Autarquia bem o refere no seu texto para o catálogo, “esta exposição valoriza a visão humana e realista da vida das ‘gentes do mar’, que o autor tão bem expressou nas suas obras, reabrindo as portas do passado… ainda tão vivo no presente. Revisitando as suas obras sentimos e honramos as memórias e tradições Matosinhenses, lembrando ‘tudo o que foi’, despertando também os sentidos para ‘tudo o que ainda é’.”

A partir de 16 de novembro e até 23 de fevereiro venha ao Museu, redescobrir estas obras de arte que agora selecionámos e partilhar connosco a análise e visão do curador.

+Informações
Museu Quinta de Santiago
Rua de Vila Franca 134, 4450-802 Leça da Palmeira | Tel.: 22 939 2410 | museuqsantiago@cm-matosinhos.pt

www.cm-matosinhos.pt/pages/1379 
www.facebook.com/museuquintasantiago
www.instagram.com/museuquintadesantiago 
www.twitter.com/MuseuQSantiago 

Horário: ter-sex: 10h-13h, 15h-18h; sáb, dom, feriados: 15h-18h
Encerra às segundas e nos dias 24, 25 e 26 de dezembro

Serviço Educativo sob marcação terça a sexta das 10h às 13h e das 15h às 18h.
casadobosque@cm-matosinhos.pt 

imagem

imagem

Local:
Museu da Quinta de Santiago

Artigos relacionados: