Passar para o Conteúdo Principal
C.M Matosinhos
NotíciasPresidênciaAbertaLeçadaPalmeira

Presidência aberta

Visita de trabalho dedicada a Leça da Palmeira

08.10.18

Prosseguiu esta segunda-feira o programa de presidências abertas em diversos pontos do concelho, desta vez com uma visita de trabalho dedicada a Leça da Palmeira e liderada pela presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, Luísa Salgueiro. Acompanhada pelo vice-presidente, Eduardo Pinheiro, pelos vereadores Fernando Rocha e José Pedro Rodrigues, pelo presidente da União de Freguesias de Matosinhos e Leça da Palmeira, Pedro Sousa, e por várias chefias de serviços municipais, a presidente tomou contacto com um conjunto de problemas existentes na metade norte da cidade de Matosinhos.
A jornada de trabalhou arrancou no imóvel da antiga junta de freguesia, onde foi possível alinhavar uma solução para a escassez de espaços de trabalho no edifício-sede da autarquia. Do outro lado da rua foi também possível visitar a empreitada de requalificação do Salão Paroquial de Leça, que será inaugurada até ao final do ano, e coordenar a intervenção viária e paisagística prevista para o centro cívico da freguesia, a qual deverá, assim, avançar nos próximos meses.
Na zona envolvente da Exponor, foi o estado em que se encontram os arruamentos interiores da inacabada urbanização da Facar a motivar a preocupação dos autarcas, tendo sido consensualizada a necessidade de realizar pequenos ajustamentos no espaço público que permitam um melhor ordenamento do estacionamento nas imediações do parque de exposições.
A esplanada do Castelo de Leça foi a paragem seguinte, tendo sido constatada a necessidade de ordenar o estacionamento na zona, nomeadamente criando alternativas de aparcamento nas proximidades, mas também a premência de uma intervenção urbanística que conceda maior dignidade a uma das mais procuradas zonas de restauração do concelho e da região.
Já na parte da tarde, foi visitado o Parque Florbela Espanca, junto à marginal marítima. Objeto de obras de qualificação há cerca de um ano, aquela área verde e de lazer evidencia já problemas que decorrem da falta de vigilância constante, agravados pela existência de um edifício alvo de sucessivas ondas de vandalismo. Os serviços técnicos foram, por isso, instruídos para estudar uma solução que permita rentabilizar os espaços que se encontram devolutos e que, simultaneamente, possa acautelar a necessidade de efetuar a manutenção permanente das zonas de lazer infantil e de desporto.
Em torno do Farol da Boa Nova existe também a necessidade de uma maior atenção à manutenção dos caminhos pedonais e dos espaços ajardinados da marginal desenhada por Álvaro Siza Vieira, a par da conveniência de criar postos de abastecimento de água e um circuito de fitness. Foi ainda adiantado que deverá ser adjudicada dentro de dias a nova iluminação da marginal, mais eficiente.
Junto ao Cemitério nº2 de Leça da Palmeira foi constatada a necessidade de melhorar o acesso e as condições de estacionamento, dependente, porém, de uma disputa judicial em torno da propriedade dos terrenos anexos. No lugar de Gonçalves foi ainda aferida a possibilidade de construir passeios e a necessidade de melhorar a iluminação pública e os pavimentos da zona.

image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title

Artigos relacionados: