Passar para o Conteúdo Principal
C.M Matosinhos
2500x600 a 1 2500 2500
LGBTCentroGISAçãoSocialNotícias

Inaugurado Centro GIS

Novo serviço de atendimento a população LGBT.

14.02.17

Em pouco mais de um mês, o Centro GIS, instalado no edifício Antiga Câmara, na Rua Brito Capelo, já registou 21 atendimentos presenciais ou telefónicos. Há já seis casos a merecer acompanhamento neste espaço que foi criado para dar resposta aos problemas sociais, jurídicos e psicológicos da população LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transexuais).

Os dados foram avançados hoje pela presidente da Associação Plano i, Sofia Neves, na inauguração oficial do Centro GIS.

Criada em novembro de 2015, a Associação Plano I é uma organização sem fins lucrativos que pretende dar resposta a situações relacionadas com desigualdade, discriminação, violência, exclusão e pobreza.

Recorde-se que a Câmara Municipal de Matosinhos assinou em novembro do ano passado um protocolo de cedência de instalações, em regime de comodato, à Associação Plano I para a criação de um Centro Gis, respondendo, assim, a um desafio lançado pela Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade. A designação “Centro Gis" surgiu em memória de Gisberta, a transexual assassinada no Porto em 2006.

“O Centro Gisberta representa a esperança de um país que dá sinais de que está comprometido com as pessoas LGBT”, disse Sofia Neves.

Já o Presidente da Câmara Municipal salientou que “Matosinhos gosta de desafios”. “Este é claramente um deles. Matosinhos tem um enorme historial na área social. A autarquia decidiu, por isso, sem hesitar, ceder estas instalações para um projeto de igualdade numa zona da cidade que queremos revitalizar”, referiu Eduardo Pinheiro.

Também a Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, Catarina Marcelino, reconheceu que “a Câmara Municipal de Matosinhos está sempre na linha da frente e sem preconceitos”. “É bom saber que a Gisberta não morreu em vão com tudo o que despoletou na sociedade”, frisou.

O trabalho de Guilherme Pinto, presidente da Câmara Municipal de Matosinhos falecido em janeiro último, foi bastante elogiado nas três intervenções.
Catarina Marcelino recordou o seu “entusiasmo”, enquanto Eduardo Pinheiro admitiu que Guilherme Pinto foi “um homem sempre à frente do seu tempo” e que “abraçou este projeto “de corpo e alma”.

Presentes na cerimónia estiveram a Vice-presidente da Autarquia, Joana Felício, o Vereador da Educação, António Correia Pinto, a Vereadora da Ação Social, Lurdes Queirós, o Vereador do Desporto, Tiago Maia, e o Delegado Regional do Norte da CIG (Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género), Manuel Albano.

image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title
image title

Artigos relacionados: