Passar para o Conteúdo Principal
C.M Matosinhos

Ondas de Calor

imagem

Uma onda de calor, segundo a Organização Meteorológica Mundial (OMM) ”ocorre quando num intervalo de pelo menos seis dias consecutivos a temperatura máxima diária é superior em 5ºC ao valor médio diário no período de referência” (IM), que corresponde aos dados das normais climatologias de 1961 – 1990.

A consequência deste fenómeno térmico extremo tem uma relação directa no Homem provocando alterações a nível do seu estado fisiológico, sendo as crianças, os idosos e as pessoas com doenças de coração e vias respiratórias mais sensíveis.

imagem

O que fazer em caso de ONDA DE CALOR:

Em dias de muito calor
• Beba com regularidade água ou sumos naturais sem açúcar, mesmo que não sinta sede. Evite bebidas gasificadas, alcoólicas, com cafeína ou ricas em açúcar;
• Faça refeições leves, com pouca gordura e sem condimentos;
• Permaneça dentro de casa ou em locais frescos.
• Evite sair à rua nas horas de maior calor, se tiver de o fazer, proteja-se usando um chapéu ou um lenço.
• Vista roupas de algodão, leves e de cores claras.
• Evite fazer exercício físico ou actividades que exijam esforço.
• Evite estar em pé durante muito tempo, evite esperas em filas e ao sol.
• Um duche de água tépida arrefece o corpo rapidamente. Se o seu corpo estiver muito quente não deve tomar banho com água muito fria.

Quando viajar
• Viaje de preferência a horas de menos calor ou à noite.
• Proteja os passageiros da exposição ao sol, cobrindo as janelas com telas apropriadas, que não prejudiquem a condução.
• Se viajar com crianças mantenha-as o mais arejadas possível, vestindo-lhes o mínimo de roupa e dando-lhes frequentemente água a beber.

Na praia
• Vá à praia nas primeiras horas da manhã (até às 11 horas) ou ao fim da tarde (depois das 17 horas). Mantenha-se à sombra (NUNCA por baixo de escarpas ou falésias), use chapéu, óculos escuros e cremes de protecção solar.

Grupos de risco
• Bebés: São particularmente sensíveis ao calor, desidratando com muita facilidade uma vez que os mecanismos de regulação da temperatura corporal ainda são imaturos. Devem beber água entre as mamadas.

• Idosos: Nos idosos os mecanismos de regulação da temperatura corporal já não funcionam tão bem como num adulto saudável, desidratando com facilidade. Geralmente não gostam de beber líquidos, devendo ser incentivados a tal. Devem evitar as roupas de cores escuras, de lã ou fibra sintética.

• Doentes acamados: Muita roupa de cama aumenta a temperatura do corpo, favorecendo a desidratação, e aumentando, mesmo com uma boa higiene corporal, a possibilidade de contraírem doenças de pele como fungos e “escaras” (feridas na pele). Privilegie roupas feitas de algodão ou linho em detrimento das fibras sintéticas.

• Outros grupos de risco: Indivíduos com obesidade, problemas renais, doenças cardiovasculares crónicas e comportamentos de risco (exposição prolongada a sol, ingestão excessiva de álcool etc.).