Passar para o Conteúdo Principal
C.M Matosinhos

Lenda de Cayo Carpo

De 16 a 18 de Junho de 2017

 

 

Recriação Histórica

A lenda de Caio Carpo vem do tempo em que o território de Matosinhos ainda não era cristão. Pois casando-se ele, nobre senhor maiato com Cláudia Lobo, gaiense e descendente de um pretor romano, fizeram-se grandes festas junto ao mar. Cayo Carpo e os patrícios que o acompanham estão na Praia a cavalo quando avistam uma embarcação. O cavalo de Carpo corre para a água, ele tenta pará-lo, mas o cavalo entra no mar e desaparece na escuridão. Cayo Carpo a galopa mar adentro, pelo fundo do mar até entrar numa nau que transporta o corpo de San­tiago para Compostela. Às vestes de noivado de Caio agarram-se-lhe algumas vieiras. Da praia todos os olham à distância.

Cayo Carpo, ante o cadáver do apóstolo ficou des­lumbrado. Logo ali quis ser baptizado e regressou noutra cavalgada à praia a anunciar a boa nova. E todos os seus convidados, emocionados com o que se passava, se baptizaram à vista do corpo daquele que seria Santiago de Compostela.

Numa época em que os Caminhos para Compostela, nomeadamente os trajetos em Portugal, registam um reflorescimento muito grande, a Câmara Municipal quis relembrar que um dos seus mais famosos símbolos teve a sua origem nestes areais de Matosinhos.

Qual a verdade por detrás da lenda?

Será possível responder a esta e outras questões com a "Recriação Histórica da Lenda do Cayo Carpo".