Passar para o Conteúdo Principal
C.M Matosinhos

Constantino Nery

Teatro Municipal de Matosinhos Constantino Nery

TeatroCulturaConstantinoNery

Avenida Serpa Pinto 4450 Matosinhos

Telefone: 229 392 320

 

A Vida Continua

 
Decorridos quase três anos sobre a reabertura do Teatro, ínfimo tempo mas já largo espaço criativo e de envolvimento cultural, é hora de olharmos o caminho percorrido e de lançarmos em frente novos olhos navegados de projetos, de esperança, de futuro.
O objetivo estratégico a que nos propusemos à partida foi lançar as bases para a afirmação do teatro como polo cultural dinamizador da cidade, com ela e virada para ela, mas também para a Área Metropolitana e Região Norte.
Para isso delineámos uma programação regular e diversificada direcionada para vários tipos de público, englobando diferentes vertentes das artes cénicas e performativas como teatro, dança, espetáculos de rua, e espetáculos musicais e concertos de música clássica.
 
Desde teatro dos grandes clássicos como Beckett , passando por musicais, até um teatro mais ligeiro, como teatro municipal que somos, foi nossa preocupação redobrada privilegiar a qualidade, suscitar o prazer, a curiosidade e a reflexão, procurando contribuir para a fidelização de públicos e elevar o nível cultural das populações.
 
Dentro desta linha de rumo, as atividades destinadas especialmente ao público infantil e a colaboração com o meio escolar foram também um dos nossos principais objetivos. Assim como foi nossa preocupação a ligação à Universidade e promover teatro de inclusão social.
 
Não dispondo de uma companhia residente de atores, propusemo-nos e conseguimos anualmente incluir na programação criações próprias.
 
Um desafio que contou com a colaboração de reconhecidos autores, mas simultaneamente valorizador das sinergias criativas e técnicas da equipa do próprio teatro. Estas criações visaram fundamentalmente colocar perante a cidade e o país, em língua portuguesa, temas universais, outros imbuídos de raízes, de história, de histórias da vida atual.
 
A nossa preocupação com a valorização da língua está também patente no esforço que fizemos de interligação com outros grupos de teatro nacionais aproveitando a parceria em rede com o apoio financeiro do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN) assim como a internacionalização do teatro. A língua portuguesa, subjacente aos contactos que privilegiámos com os grupos nacionais e dos países de expressão portuguesa, motor de diálogo inter-cultural, de trocas de experiências, de contactos com as realidades cénicas do mundo de hoje aquém e além fronteiras, da apresentação em Matosinhos de grupos nacionais e estrangeiros de grande qualidade.
 
De salientar por último a proveitosa parceria com o FITEI - Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica, coproduzindo e acolhendo em Matosinhos, alguns dos espetáculos deste Festival, momentos importantes da nossa oferta cultural.
 
Constituíram também pontos altos da programação nos últimos três anos, as produções próprias Janis e a Tartaruga, Amor Solúvel, Fim de Partida, Missa do Galo, sicrano de Bergerac e coproduções como Wonderland com o Teatro de Marionetas do Porto, O Barco na Cidade com a Seiva Trupe, e os espetáculos de dança contemporânea com o Balleteatro. Como acolhimentos, de referir a importância da apresentação de espetáculos de Ópera como La Traviata de Verdi pela Companhia de Estudo Lírico de Madrid e Orquestra Mediterrânea e o bailado La Savalliana pela Companhia Nacional de Bailado, só possível no âmbito dos Teatros em Rede, com o apoio do QREN, a presença da Companhia Olga Roriz com o bailado Os Olhos de Gulay Cabbar, os concertos de música clássica no âmbito da parceria com o Quarteto de Cordas de Matosinhos, e o ciclo Big Bands - do Ballroom à Sala de Concerto, uma viagem pelos tempos do jazz, fruto da parceria com a Orquestra Jazz de Matosinhos.
Nomes importantes do panorama musical português tiveram acolhimento no nosso palco como Maria João, Sérgio Godinho, Pedro Abrunhosa, Rui Reininho e Cristina Branco.
Especialmente dedicado ao público infantil, entre outros apresentamos o Ciclo de Cinema de animação Curtas Divertidas da Casa da Animação.
 
A participação do Teatro Municipal de Matosinhos Constantino Nery no Circuito de Teatro de S. Paulo em 2009 foi o início das digressões no estrangeiro com as suas produções próprias. A participação neste festival tem continuado desde então e prosseguirá em 2011.
 
Perspetivando o futuro, pretendemos prosseguir na concretização do nosso objetivo inicialmente traçado, mantendo uma programação regular diversificada, direcionada aos diversos públicos sem descurar o infantil, apostando numa linha artística e estética de qualidade.
 
Continuaremos a apostar nas produções próprias, nas coproduções e nos acolhimentos, nos espetáculos de rua, e pretendemos incrementar as permutas de espetáculos, as digressões nacionais, a participação em festivais nacionais e estrangeiros, aprofundar e criar novas parcerias, designadamente com as escolas de arte do concelho e as universidades.
 
Prosseguiremos com a parceria de Teatros em Rede no âmbito do apoio do QREN.
 
Está também nos nossos horizontes aumentar a oferta de teatro de língua portuguesa, nomeadamente através da realização de um festival internacional de teatro e artes performativas, no qual participarão grupos nacionais e dos países de língua oficial portuguesa.
 
Equipar o Teatro Municipal de Matosinhos Constantino Nery com equipamento de cinema digital é um dos objetivos que ainda não conseguimos concretizar, mas que continua uma meta importante a atingir no futuro para podermos integrar uma futura rede de cinema digital e colmatar uma carência da nossa oferta cultural, proporcionando ao público cinema de qualidade.