Passar para o Conteúdo Principal
C.M Matosinhos

Quarteto de Cordas - Músicos

Jorge Alves, viola

jorge_alves.jpgIniciou os seus estudos no Centro de Cultura Musical e na Escola Profissional Artística do Vale do Ave. Concluiu o Bacharelato em viola na Academia Nacional Superior de Orquestra e a Licenciatura em viola na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo do Instituto Politécnico do Porto. Estudou com os professores Carlos Carneiro, António Soares, José David, Valentin Pretrov e Ryszard Wóycicki.
Estudou ainda com a professora Bárbara Friedhoff e Anabela Chaves em Lisboa e, como bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian, com os professores Tibor Varga em Sion (Suiça) e Bruno Giuranna em Cremona (Itália). Participou em masterclasses de viola e música de câmara com os professores Yuri Bashmet, Yuri Gandelsman, Gerard Caussé, Alexandro Spechi, Emanuele Segre, Joyce Tan, Atar Arad, Luigi Bianchi, Martn Outram,Richard Gwilt, entre outros. Foi laureado em Viola e Música de Câmara no Prémio Jovens Músicos - RDP, assim como nas classes Solista e Música de Câmara, no Concurso Internacional da Academia de Sta. Cecília, em Portugruara (Itália).
 
Como solista tocou com a Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orquestra Académica Metropolitana, Sinfonieta de Lisboa e Orquestra Artave. Desempenha a função de chefe de naipe na recentemente formada Orquestra de Câmara do Minho. Em abril de 2007, a convite do Conselho Alemão da Música, integrou como viola solo o Ensemble Perspektiv tendo realizado concertos em Dortmund, Bremen, Berlim, Lubliana, Roma, Bruxelas e Lisboa.
 
É professor de viola-d'arco na escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco e na Escola Profissional Artística do Vale do Ave. Orientou diversas masterclasses de Viola. Frequenta o Mestrado na Universidade do Minho onde está a desenvolver uma dissertação sobre filosofia e estética da performance musical.
 
Faz atualmente parte do Quarteto de Cordas de Matosinhos.
 

Juan Carlos Maggiorani, violino II

juan_carlos_maggiorani.jpgNasceu em Caracas, Venezuela. Iniciou os seus estudos no colégio Emil Friedman, na classe do mesmo professor. Continuou a sua formação no Conservatório Simón Bolivar com Raimundas Butvila e na Academia Latino-Americana de Violín com o professor Sergio Celis.

Obteve o Curso de Licenciatura na Academia Nacional Superior de Orquestra em Lisboa na classe do professor Aníbal Lima, na cátedra do professor titular Zakhar Bron e do assistente Yuri Volguin. Estudou também no Escuela Superior de Musica Reina Sofia como membro fundador do Quarteto Pandora na classe do professor Rainer Schmidt.

Em 2004, como membro do quarteto Tacet, obteve o 1.º Prémio de Música de Câmara do concurso Prémio Jovens Músicos da RDP em Lisboa e apresentou-se em concertos na Fundação Gulbenkian, no Festival de Sintra e na Casa da Música. Em 2006, como membro do Quarteto Mendelshoon BP, ganhou o 1.º Prémio de Música de Câmara no VI Certamen de Música de Câmara Rotary Club, em Santander (Espanha) e obteve o prémio especial da melhor interpretação de uma obra de Mozart. Nesse mesmo ano, o quarteto recebeu o prémio de melhor formação da Cátedra de Música de Câmara do professor Rainer Schmidt na Escuela Reina Sofía.

Participou em classes magistrais de música de Câmara com Walter Levin (Quarteto La Salle), Igor Souyga (Quarteto Kopelman) e Peter frankl, Paul Wakabayashi e alexei Eremine. Tem colaborado com as orquestras Gran Mariscal de Ayacucho (Venezuela), Metropolitana de Lisboa, Clássica da Madeira, OrquestrUtópica e em diversos programas com a Orquestra Gulbenkian. Desde 2004/2006 fez parte da Orquestra Freixenet.

Faz atualmente parte do Quarteto de Cordas de Matosinhos.
 

Marco Pereira, violoncelo

marco_pereira.jpgIniciou os seus estudos na escola Profissional de Música de Viana do Castelo, onde terminou o curso de instrumento com a classificação máxima, na classe da professora Petia Samardjieva.

Ingressou na Academia Nacional Superior de Orquestra onde estudou com Paulo Gaio Lima e onde terminou o Curso Superior de Instrumentista de Orquestra em 2003.
É aluno na Escuela Superior de Musica Reina Sofia, na cátedra de violoncelo-Sony da professora Natalia Shakovskaya, onde foi considerado o melhor aluno, e também com o seu quarteto “Meendels ohn BP” como o melhor quarteto da cátedra de quarteto de cordas - professor Rainer Schmidt.

É bolseiro da Fundacion Carolina, Fundacion Alberniz e Fundação Calouste Gulbenkian. Frequentou masterclasses com Xavier Gagnepain, Luis Claret, Miklos Pereny, Daniel Müller Schoot, Phillipe Muller, Y. Tsutsumi, Natalia Shakovskaya, Michalich, Josephina Knight, Ivan Moneghetti, entre outros.

Fez parte de inúmeras orquestras como, Orquestra APROARTE, Orquestra das Escolas Particulares, Orquestra Academica Metropolitana, Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orquestra Metropolitana, Orquestra Gulbenkian, Orquestra Nacional de Espanha, Orquestra Freixenet, entre outras. Teve oportunidade de trabalhar com Maestros como Ros Marba, Juanjo Mena, D. Inball, António Saiote, Sir Colin Davies, Yakob Kreizeberg, Ernest Schell, Brian Schembri, J. Marc Burfin, Álvaro Cassuto, Peter Csaba, entre outros.

Apresenta-se com regularidade em recitais com piano por Portugal e Espanha com a pianista Ofélia Montalvan. Recentemente participou na gravação de um CD para a etiqueta Sony, gravando a sonata de Beethoven nº5 em Ré menor, op. 102.

Faz atualmente parte do Quarteto de Cordas de Matosinhos.
 

Vítor Vieira, violino I

v__tor_vieira.jpgNatural do concelho da Póvoa de Lanhoso, iniciou os seus estudos de violino no Conservatório Calouste Gulbenkian de Braga, com o professor José Camarinha. Estudou com os professores Alberto Gaio Lima na Escola Profissional Artística do Vale do Ave e Aníbal Lima na Academia Nacional Superior de Orquestra, tendo atuado a solo com as orquestras destas duas escolas.
Concluiu o Mestrado em Violin Performance com o professor Gerardo Ribeiro na Northwester University, do qual foi também assistente, em Evanston, Chicago. Participou em masterclasses com Alexei Mikhline, Sergei Kravchenko e Eduard Wulfson. Estudou também na Escuela Superior de Música Rainha Sofia, com Rainer Schmidt.
Obteve vários prémios no concurso Prémio Jovens Músicos da RDP, nomeadamente o 1.º Prémio de Violino em nível médio (2001) e superior (2003), tendo assim tido a oportunidade de se apresentar a solo com a Orquestra Gulbenkian.
 
Como membro do Quarteto de Cordas Tacet, obteve o 1.º Prémio de Música de Câmara do Prémio Jovens Músicos em 2004 e apresentou-se em concertos no Festival de Sintra e na Casa da Música.
Apresentou-se também em concertos de Música de Câmara com o Moscow Piano Quartet e com músicos como Paulo Gaio Lima e Aníbal Lima.
 
Faz atualmente parte do Quarteto de Cordas de Matosinhos.
 
Ouça aqui duas músicas do Quarteto: