Passar para o Conteúdo Principal
C.M Matosinhos

Fernando Távora

ArquitecturaFernandoTávora
Fernando tavora1 1 1000 1000

 

Os cânones, a filosofia, a integração

20070724151908432413.jpgFernando Távora Fernando Távora é um dos pais da “Escola do Porto”. Abraçou uma filosofia construtiva que elevava o papel social da arquitetura e que o tornou mentor de alguns dos arquitetos mais consagrados do panorama português.
Como principal máxima ambicionava a integração no espaço e o respeito pela paisagem original. Desde cedo despertou para uma forte ligação com a cidade de Matosinhos, que veio a traduzir-se na realização duma série de notáveis trabalhos.
 
De consciência voltada para os testemunhos materiais da história, muitos dos seus trabalhos são intervenções realizadas em espaços patrimoniais, procurando conjugar e aliar a magnificência da sua presença com a inovação do traçado e a adaptabilidade às necessidades.
 
Destacam-se a recuperação e valorização da Quinta da Conceição (1957) onde integrou na frondosa paisagem o pórtico manuelino, a Capela de S. Francisco, o claustro e chafarizes, em sintonia com o novo pavilhão de ténis e a recuperação e
adaptação do edifício da Quinta de Santiago em Museu e Centro de Arte de Matosinhos (1996) onde mantém e conjuga harmoniosamente o espírito e ambiência da época (séc. XIX) com as novas funcionalidades, tornando-o num espaço aberto e
atraente.
 
Pavilhão de Ténis do Parque Público da Quinta da Conceição (1956-60)
Parque Público da Quinta da Conceição (1956-60)
Parque Público da Quinta da Conceição (1956-60)
Parque Público da Quinta da Conceição (1956-60)