Passar para o Conteúdo Principal
C.M Matosinhos
Homenagem25AbrilNotícias

25 de abril

45 anos de liberdade celebrados em Matosinhos

25.04.19

Os 45 anos de liberdade foram hoje assinalados em Matosinhos. As cerimónias comemorativas do 25 de Abril organizadas pela Câmara Municipal de Matosinhos iniciaram-se, como habitualmente, no exterior do Edifício dos Paços do Concelho com o hastear de bandeiras, acompanhado pela Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Leixões.

As bandeiras foram hasteadas pela Presidente da Câmara Municipal, Luísa Salgueiro, pela Presidente da Assembleia Municipal, Palmira Macedo, e pelo Presidente da União das Freguesias de Matosinhos e Leça da Palmeira, Pedro Sousa.

Seguiu-se a Sessão Solene de atribuição de medalhas e distinções honoríficas no Salão Nobre dos Paços do Concelho. Mantendo a tradição, a Câmara Municipal de Matosinhos voltou a prestar homenagem a cidadãos e instituições que se destacam pelo seu percurso profissional, pelos padrões de excelência no seu trabalho e pela sua dedicação ao concelho.

A Presidente da Assembleia Municipal de Matosinhos, Palmira Macedo, referiu-se aos 45 anos de abril, uma revolução mundialmente conhecida como Revolução dos Cravos. Nesta fase de trevas onde proliferam pelo mundo exemplos de desrespeito pela liberdade e igualdade, a revolução dos cravos e tudo o que conseguimos desde aí é um acontecimento que muito nos honra. Defensores da liberdade e da paz, filósofos, politólogos do mundo continuam a usar-nos como referência, referiu Palmira Macedo, acrescentando ainda que perante todos os desafios impostos pelas aceleradas mudanças que se impõem na atualidade, temos de procurar as melhores soluções e encontrar o caminho que os melhores entre nós já fizeram. Por isso, a Câmara Municipal distingue todos os anos cidadãos ou entidades que se evidenciaram pelos seus feitos.

Nestas comemorações do 45º aniversário do 25 de abril, a Câmara Municipal deu particular destaque à celebração dos 500 anos da atribuição do foral de Leça do Balio pelo Rei D. Manuel I. Foram homenageadas, com atribuição de medalha de mérito dourada, a vila de Leça do Balio, e dois grandes grupos económicos que desenvolvem a sua atividade a partir de Leça do Balio, o Super Bock Group e a EFACEC, bem como foi homenageado com atribuição de medalha de ouro, o Bispo Auxiliar de Lisboa, D. Américo Aguiar.

Coube à Presidente da Câmara Municipal de Matosinhos e à Presidente da Assembleia Municipal a atribuição das medalhas de mérito e de honra (ouro).

A EFACEC foi constituída em 1948, a 12 de agosto, a partir da Electro-Moderna, um pequeno fabricante de motores e, em simultâneo, uma das mais antigas empresas no sector do material elétrico. Os processos de inovação tecnológica e de enriquecimento em capital humano da empresa foram de tal forma significativos que a 23 de junho de 1952 eram inauguradas as novas instalações fabris, na freguesia de Leça do Balio. É um exemplo de sustentabilidade, desenvolve os seus produtos, sistemas, serviços e soluções e aposta fortemente na inovação, cooperando com elevado número de instituições de cariz tecnológico.

É pela sua História, pela importância que tem para Matosinhos e para Portugal, pela aposta na criatividade e na sustentabilidade fazendo de Leça do Balio um centro de decisão e de inovação, que se propôs a atribuição da medalha de mérito à EFACEC.

Pelo Grupo EFACEC, esteve o Presidente da Comissão executiva, Ângelo Ramalho. “É uma honra representar a EFACEC num momento como este”, sublinhou. Ângelo Ramalho falou um pouco sobre o percurso da empresa e dos setores estruturantes da sua atividade, que chega a mais de 1 bilião de pessoas em todo o mundo, mas acima de tudo, referiu-se ao talento das pessoas que compõem o grupo como aquilo que os distingue e os torna distintivos. “Num dia como o de hoje em que se celebra abril, é importante referir que é nas pessoas, no seu talento, na forma como se organizam, interagem e coordenam, que somos melhores, estamos no topo e nos distinguimos”.

O Presidente da Comissão executiva da EFACEC agradeceu à Presidente da autarquia a homenagem, afirmando “pode contar connosco para ajudar a engrandecer o futuro deste grande município que é Matosinhos”.

Com 129 anos de história, as origens do Super Bock Group, anteriormente Unicer, remontam aos inícios da industrialização do setor das bebidas, na segunda metade do século XIX. A partir de Leça do Balio, o Super Bock Group lidera o mercado nacional, e está presente em mais de 50 países. É por honrar o nome de Matosinhos e de Leça do Balio, dentro e fora de Portugal, pelo trabalho notável que tem vindo a desenvolver ao longo dos anos como grande impulsionador da economia portuguesa, pela ousadia e capacidade competitiva, pela ambição em superar desafios e prosseguir o seu caminho em várias frentes para encontrar novas oportunidades e negócios que se propôs homenagear o Super Bock Group através da atribuição de Medalha de Mérito Dourada.

A medalha de mérito dourada ao Super Bock Group foi recebida pelo seu Presidente Executivo, Rui Lopes Ferreira. "Esta é a nossa casa. É aqui que estão as nossas raízes e a partir daqui que conquistamos o mundo com a nossa equipa de excelência", começou por dizer. “Acreditamos em parcerias sólidas que trazem desenvolvimento às cidades através da inovação, mas preservando as memórias locais. Valorizamos o desenvolvimento local, regional, nacional e mundial”, acrescentou.

Rui Lopes Ferreira terminou com “votos de um grande futuro para o concelho de Matosinhos com o qual estamos e vamos continuar muito comprometidos”.

Seguiu-se a atribuição de medalha à vila de Leça do Balio, que comemora a 4 de junho deste ano os 500 anos da atribuição do foral por parte do Rei D. Manuel I.

São muitos os vestígios históricos que comprovam a importância destas terras ao longo dos séculos, destacando-se o Mosteiro de Leça do Balio. A sua localização estratégica, inserida em Matosinhos, paredes-meias com Maia e Porto, o seu desenvolvimento ao longo dos séculos e a capacidade de atração levou a que empresas como a Unicer, agora Super Bock Group, a Efacec ou a Lionesa, entre outras, fizessem desta terra a sua, conferindo um vasto contributo para o crescimento económico da vila.

A sua História, as suas gentes, a sua riqueza económica, social e cultural, e também por se considerar fundamental assinalar uma data tão importante para o município que são os 500 anos da atribuição do Foral a Leça do Balio, desencadeou a atribuição de medalha de mérito à vila, representada nesta cerimónia pelo Presidente da União de Freguesias de Custóias, Leça do Balio e Guifões, Pedro Gonçalves.

Pedro Gonçalves referiu-se ao percurso de Leça do Balio, terra pujante com história, empresas e projetos desafiantes, e reforçou a importância da data louvando todos os que fazem parte desta história. “Esta homenagem é para todas as freguesias envolvidas e para as milhares de pessoas que proporcionaram este fantástico percurso histórico desde o advento da nacionalidade de Leça do Balio”, sublinhou.

Por fim, foi atribuída medalha de honra (ouro) ao Bispo Auxiliar de Lisboa, D. Américo Aguiar.

Nascido em Leça do Balio a 12 de dezembro de 1973, D. Américo Manuel Alves Aguiar fundou em 1992 a Amileça - Associação dos Amigos do Rio Leça e exerceu funções como autarca, tendo sido membro da Assembleia Municipal de Matosinhos. Em 2016, a Câmara Municipal de Matosinhos atribuiu-lhe a Medalha de Mérito Dourada e o Título de Cidadão Honorário. No passado dia 31 de março, D. Américo Aguiar foi ordenado Bispo Auxiliar de Lisboa, reforçando a equipa da Diocese que irá organizar a Jornada Mundial da Juventude em 2022 e que contará com a presença do Papa Francisco.

Um percurso notável de um homem ao serviço da igreja e dos outros que transporta Matosinhos no coração. É por todo o caminho traçado por este homem de fé, pelo rigor e obstinação que sempre imprimiu em todos os desafios que abraçou que se propôs homenagear o ilustre D. Américo Manuel Alves Aguiar através da atribuição de Medalha Honra (Ouro).

Na sua intervenção, D. Américo Aguiar referiu-se à felicidade que já sentiu nesta casa e na “escola” importante que foi para ele. O Bispo Auxiliar de Lisboa chamou a atenção para os valores de abril que hoje se celebram e alertou para que nada do que foi conquistado em abril pelos portugueses se pode ver como garantido. Como cidadãos não devemos, nem podemos baixar os braços e temos de continuar a promover os valores da democracia.

D. Américo Aguiar referiu-se ainda a Mário Maia, Manuel Seabra e Guilherme Pinto, antigos presidentes já falecidos da Câmara Municipal, bem como a Narciso Miranda e Eduardo Pinheiro, elogiando todo o trabalho em prol de Matosinhos e dos valores da democracia por eles desenvolvido. Deixou também uma palavra à atual presidente da autarquia e à presidente da Assembleia Municipal. “Nestes 45 anos de democracia nada melhor do que ter duas mulheres a liderar o município”.

Por fim, lançou um convite, “quero que, em 2022, as jornadas mundiais da juventude também se escrevam com o M de Matosinhos. Viva a democracia, viva Portugal, viva Matosinhos”, acrescentou.

Coube à Presidente da Câmara Municipal encerrar as cerimónias comemorativas do 25 de abril. Lembrando os valores de abril, Luísa Salgueiro afirmou que importa olhar para trás e observar que Portugal não é hoje o mesmo país.

A Presidente da autarquia recordou que a integração europeia de Portugal só foi possível por todo o legado alcançado com o 25 de abril.” Tudo o que alcançamos, todas as nossas conquistas só foram possíveis pela revolução de abril e pela integração na Europa. 45 anos de abril e 34 de CEE (Comunidade Económica Europeia) permite-nos hoje ter a paz, o pão, a saúde, a educação e muito mais, nunca antes alcançada”, defendeu a edil matosinhense.

Luísa Salgueiro referiu-se ainda aos projetos em curso em Matosinhos e à capacidade de atração do município, bem como enalteceu o trabalho das duas empresas homenageadas, salientando o impulso dado por elas à economia nacional e a Matosinhos, realçando ainda Leça do Balio e a celebração dos 500 anos de atribuição do foral. “Leça do balio é um dos polos de maior dinamismo e modernidade do nosso concelho. É um centro de uma comunidade vibrante, ativa, criadora de energias e sinergias que muito me orgulho”, sublinhou.

Dirigiu-se, por fim, ao Bispo Auxiliar de Lisboa e seu amigo, D. Américo Aguiar, referindo-se às suas capacidades, à inquietude e dinamismo que o caraterizam. “O cidadão Américo Aguiar nasceu em Matosinhos a dezembro de 1973, poucos meses antes da revolução de abril. É um produto de abril, que abril inaugurou. Viva Leça do Balio, viva Américo Aguiar, e sobretudo viva o 25 de abril”.

A cerimónia de celebração dos 45 anos de abril contou também com a presença do vice-presidente da autarquia, Eduardo Pinheiro, do vereador da Cultura, Fernando Rocha, da vereadora dos Recursos Humanos, Ângela Miranda, do vereador da Educação, António Correia Pinto, do vereador da Mobilidade e Transportes, José Pedro Rodrigues, dos vereadores Narciso Miranda e Jorge Magalhães, bem como, dos administradores da MatosinhosHabit, Tiago Maia e Fernanda Rodrigues, e da Matosinhos Sport, Helena Vaz, entre muitos outros.

No âmbito destas comemorações decorrerá, ainda hoje, pelas 16h00, a inauguração da exposição “Casa de Recordações – da Monarchia à Res Publica”, que ficará patente no Museu da Quinta de Santiago até 30 de junho e, pelas 21h30, haverá uma leitura encenada do Salvé a Língua de Camões que marcará o encerramento das celebrações do 25 de abril deste ano.

Not25abr  1  1 882 600
Not25abr  2  1 882 600
Not25abr  3  1 882 600
Not25abr  4  1 882 600
Not25abr  5  1 882 600
Not25abr  6  1 882 600
Not25abr  7  1 882 600
Not25abr  8  1 882 600
Not25abr  9  1 882 600
Not25abr  10  1 882 600
Not25abr  11  1 882 600
Not25abr  12  1 882 600
Not25abr  13  1 882 600
Not25abr  14  1 882 600
Not25abr  15  1 882 600
Not25abr  16  1 882 600
Not25abr  17  1 882 600
Not25abr  18  1 882 600
Not25abr  19  1 882 600
Not25abr  20  1 882 600
Not25abr  21  1 882 600
Not25abr  22  1 882 600
Not25abr  23  1 882 600
Not25abr  24  1 882 600
Not25abr  25  1 882 600
Not25abr  26  1 882 600
Not25abr  27  1 882 600
Not25abr  28  1 882 600
Not25abr  29  1 882 600
Not25abr  30  1 882 600
Not25abr  31  1 882 600
Not25abr  32  1 882 600
Not25abr  33  1 882 600
Not25abr  34  1 882 600
Not25abr  35  1 882 600
Not25abr  36  1 882 600
Not25abr  37  1 882 600
Not25abr  38  1 882 600
Not25abr  39  1 882 600

Artigos relacionados: