Passar para o Conteúdo Principal
C.M Matosinhos
QuartetoCordasMatosinhosMúsicaClássicaNotícias

Quarteto de Cordas de Matosinhos

Concerto na Capela das Sete Bicas

04.03.19

A música clássica regressou a Matosinhos, mais concretamente, à Capela das Sete Bicas, na Senhora da Hora, com um concerto do Quarteto de Cordas de Matosinhos (QCM), que marcou o arranque de mais uma edição do programa Música em Matosinhos em 2019.

No primeiro concerto deste ano, o QCM interpretou obras de Heitor Villa-Lobos, Luís Tinoco e Antonin Dvořák.

O recital arrancou com o “Quarteto de Cordas nº1”, composto pelo brasileiro Villa-Lobos em Nova Friburgo, no ano de 1915, com o subtítulo “Suíte Graciosa” e cuja partitura o compositor julgou perdida, reescrevendo em 1946 uma versão revista e aumentada. Ouviu-se, depois, o “Quarteto de Cordas” que o português Luís Tinoco escreveu oitenta anos depois e que venceu a primeira edição do Prémio de Composição Lopes Graça.

A atuação do QCM na Capela das Sete Bicas terminou com “Americano”, uma peça de Antonin Dvořák que, tal como a composição de Tinoco, foi já interpretado pelo Quarteto de Cordas de Matosinhos no concerto que abriu a programação que a Casa da Música do Porto este ano dedica ao Novo Mundo. Também conhecido como “Quarteto de Cordas nº12, Op.96”, o “Americano” foi escrito em 1893, traduzindo as impressões que a vivência nos EUA suscitou no compositor checo, tornando esta conhecida partitura de música de câmara indissociável da célebre “Sinfonia do Novo Mundo”.

Recorde-se que a Música em Matosinhos, programa de música erudita da Câmara Municipal de Matosinhos, acontece há mais de uma década e volta este ano a incluir um conjunto de recitais do Quarteto de Cordas de Matosinhos.

O Quarteto de Cordas de Matosinhos, formado por Vítor Vieira (1.º violino), Juan Carlos Maggiorani (2.º violino), Jorge Alves (viola) e Marco Pereira (violoncelo), foi criado em 2007 por iniciativa da Câmara Municipal de Matosinhos. Esta formação musical tem vindo a desenvolver um importante trabalho de preservação da herança musical portuguesa e europeia, realizando também, nos últimos anos, concertos regulares em igrejas, capelas, e outros espaços públicos do concelho, assumindo-se como um instrumento fundamental no objetivo de democratizar a fruição cultural em Matosinhos. Tem atuado nos principais palcos nacionais e europeus, tendo vencido, em 2014, o prémio Rising Stars da Organização Europeia de Salas de Concertos.

Este ano o programa incluirá, entre os dias 4 de maio e 29 de junho, um ciclo de piano que vai reunir nomes como os de Mário Laginha, Pedro Burmester, Fausto Neves, Artur Pizarro, Luís Pipa, Marta Meneses ou Vasco. Os recitais deste ciclo vão acontecer na sala-estúdio do novo espaço da Orquestra Jazz de Matosinhos, na Real Vinícola, e o concerto de abertura juntará o Quarteto de Cordas de Matosinhos e o pianista Mário Laginha, que compôs para esta ocasião a peça “Quinteto para estes tempos”, o qual será escutado em Matosinhos em estreia absoluta.

Próximo concerto inserido na temporada de Música Clássica 2019 da Câmara Municipal de Matosinhos:
Quarteto de Cordas de Matosinhos, Szucs Máté (primeira viola da Filarmónica de Berlim) e Péter Somodari (primeiro celo da Filarmónica de Viena).
Teatro Municipal de Matosinhos Constantino Nery
16 de março
21h30

5350  image 1 882 600
5351  image 1 882 600
5352  image 1 882 600
5353  image 1 882 600
5354  image 1 882 600
5355  image 1 882 600
5356  image 1 882 600
5357  image 1 882 600

Artigos relacionados: