Passar para o Conteúdo Principal
C.M Matosinhos
2007111916073331920 1 2500 2500

Santa Casa da Misericórdia

As comemorações dos 400 anos da Santa Casa da Misericórdia do Bom Jesus de Matosinhos, tiveram o seu apogeu no dia 17 de Novembro, com uma sessão solene onde participaram o Ministro do Trabalho e Solidariedade Social, Dr. Vieira da Silva, e o Presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, Dr. Guilherme Pinto.
19.11.07

Quatro séculos de História que marcaram a realidade matosinhense. As comemorações dos 400 anos da Santa Casa da Misericórdia do Bom Jesus de Matosinhos, tiveram o seu apogeu no sábado, dia 17 de Novembro, com uma sessão solene onde participaram o Ministro do Trabalho e Solidariedade Social, Dr. Vieira da Silva, e o Presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, Dr. Guilherme Pinto.

O Provedor da Santa Casa, Dr. Manuel Tavares Rodrigues de Sousa, abriu a sessão, seguindo-se uma palestra sobre o tema “Misericórdias Portuguesas: As Casas Santas da Solidariedade Fraternal” proferida pelo Prof. Dr. Francisco Ribeiro da Silva, Professor Catedrático de história da Faculdade de Letras do Porto.

O Presidente da União das Misericórdias, Dr. Manuel de Lemos, marcou também presença nesta cerimónia, onde o Presidente da Câmara, Dr. Guilherme Pinto, na sua intervenção, aproveitou para enaltecer e louvar o trabalho de beneficência e caridade que a Santa Casa desenvolveu ao longo destes 400 anos de História.

O Ministro do Trabalho e Solidariedade, Dr. Vieira da Silva, encerrou a sessão, aproveitando para destacar a importância do papel das misericórdias no contributo para o bem-estar do país.

Marcaram também presença nesta cerimónia, o Secretário de Estado do Emprego e da Formação Profissional, Dr. Fernando Medina, a Governadora Civil do Porto, Dra. Isabel Oneto, o Vice-Presidente da Câmara, Dr. Nuno Oliveira, o Vereador da Cultura, Fernando Rocha, e a Vereadora da Acção Social, Dra. Luísa Salgueiro.

A Irmandade da Santa Casa da Misericórdia do Bom Jesus de Matosinhos tem, desde o seu início, um papel primordial nas áreas religiosa, histórica, educacional e assistencial, gozando de elevado prestígio, não apenas no concelho de Matosinhos ou na Área Metropolitana do Porto, mas, também, a nível nacional.

Para além da sua dedicada acção na promoção do culto católico, nomeadamente na organização secular da romaria ao Bom Jesus, a Misericórdia de Matosinhos sempre se regeu por princípios bem definidos tais como a promoção de iniciativas de beneficência e caridade e, neste campo, muitos dos exemplos do rol extenso da sua actividade estendem-se até aos dias de hoje.

Quatrocentos anos de existência significam bem mais do que uma vida. Significam uma multiplicidade de vidas, de nomes, de beneméritos, de mesários, de irmãos, de muita gente que se dedicou de alma e coração à Irmandade.

 

Artigos relacionados: