Passar para o Conteúdo Principal
C.M Matosinhos
Imagem not amor electro 1 2500 2500
AnimarMatosinhosMúsicaNotícias

Amor Electro e Projeto 65

Milhares de pessoas ajudaram a “Animar Matosinhos”

17.06.18

“Animar Matosinhos” é o nome dado a um programa de animação para o Verão preparado pela Câmara Municipal de Matosinhos e destinado não só a quem vive no Concelho, mas também aos turistas e aos visitantes da região.

Depois das atuações de Richie Campbell e Aurea nos Jardins da Biblioteca Municipal Florbela Espanca, em Matosinhos, e de Bezegol na passada sexta-feira no parque de estacionamento junto à Estação de Metro das Sete Bicas, na Senhora da Hora, o “Animar Matosinhos” continua a dar o ar da sua graça e a atrair milhares de pessoas ao concelho de Matosinhos.

A noite de ontem foi mais um exemplo disso. Um mar de luz, de sons e de gente acorreu à Senhora da Hora para mais dois concertos, Projeto 65 e os Amor Electro, uma vez mais no parque de estacionamento junto à Estação de Metro das Sete Bicas, na Senhora da Hora.

O Projeto 65, um grupo musical de Leça da Palmeira constituído por Martim Gavina, Gonçalo Paiva e Gonçalo Cabral, subiu ao palco e apresentou originais com influências pop, jazz e blues e covers num registo acústico.

Um grupo musical que teve o seu início em 2016 com apenas dois dos membros, Martim Gavina e Gonçalo Paiva, ao qual se juntou pouco tempo depois o baterista Gonçalo Cabral. O primeiro concerto como trio aconteceu em Massarelos e fê-los perceber que juntos podiam fazer umas coisas engraçadas. Foi assim que surgiu, depois de alguma resistência na criação de um nome, o Projeto 65. Passados pouco mais de 2 anos, continuam a criar novos covers e começam a apresentar os primeiros originais.

Mas não só se Projeto 65 se fez a noite. Pelas 22h00, atuaram os Amor Electro, banda liderada por Marisa Liz e de que também fazem parte Tiago Pais Dias, Rui Rechena, Ricardo Vasconcelos e Mauro Ramos.

A transversalidade, em termos de música e de idades tem sido um dos grandes trunfos dos Amor Electro, chegando sempre ao público em geral, de uma forma consistente, dramática, enérgica e com mensagens sempre de cariz motivacional, positivo e claro, de Amor.

No concerto de ontem os Amor Electro apresentaram o seu novo álbum #4.

“#4” surge cinco anos depois de “(R)Evolução”, e apresenta onze temas originais, mas há pelo menos três canções que o grupo já divulgou há bastante tempo, “Juntos somos mais fortes”, lançado em 2016 quando Portugal participou no europeu de futebol, “Procura por mim” e “Sei”. A estes, o grupo junta ainda “O nosso amor é uma canção”, com letra coescrita por Fernando Tordo e Marisa Liz, vocalista do grupo, “De candeias às avessas”, uma letra de Jorge Cruz (Diabo na Cruz) e uma versão de “Canção de embalar”, de José Afonso.

Formados em 2010, os Amor Electro lançam agora o terceiro álbum, embora o título faça pensar que é o quarto. Marisa Liz explica: “o terceiro geralmente é um disco de consagração. Achámos que não estávamos preparados para isso. (…) O terceiro disco é aquele ‘vai ou racha’. Não temos medo disso, mas vemos este disco como um quarto e depois daqui a um tempo havemos de lançar o terceiro”.

Com o novo álbum, o grupo fecha uma janela de cinco anos dedicados aos dois discos anteriores, feitos sobretudo em digressão. Abre-se agora uma nova etapa de concertos, que começou a 7 de junho no Village Underground, em Lisboa, onde o grupo apresentou o novo álbum na íntegra, a que se seguiram atuações na Póvoa de Varzim, Vilamoura, Tires, e ontem, em Matosinhos, estando ainda previstos até ao fim de junho concertos em Albergaria-à-Velha (23 de junho), Felgueiras (28 de junho), Oliveira de Azeméis (29 de junho) e Afurada (30 de junho).

O “Animar Matosinhos” continua hoje, 17 de junho, a sua programação na Senhora da Hora, pelas 16h00, com música popular portuguesa com a banda Osiv e, pelas 18h00, sessões de fado e poesia, pela Associação Cultural e Associação Amigos do Fado de Matosinhos.

Para os apreciadores de fado, no dia 22 de junho, a jovem fadista Gisela João estreia-se no palco do Teatro Municipal de Matosinhos - Constantino Nery.

Veja aqui a programação completa do “Animar Matosinhos”:

imagem

  • Not amor electro 1 1 882 600
    Not amor electro 1 1 139 90
  • Not amor electro 2 1 882 600
    Not amor electro 2 1 139 90
  • Not amor electro 3 1 882 600
    Not amor electro 3 1 139 90
  • Not amor electro 4 1 882 600
    Not amor electro 4 1 139 90
  • Not amor electro 5 1 882 600
    Not amor electro 5 1 139 90
  • Not amor electro 6 1 882 600
    Not amor electro 6 1 139 90
  • Not amor electro 7 1 882 600
    Not amor electro 7 1 139 90
  • Not amor electro 8 1 882 600
    Not amor electro 8 1 139 90
  • Not amor electro 9 1 882 600
    Not amor electro 9 1 139 90
  • Not amor electro 10 1 882 600
    Not amor electro 10 1 139 90
  • Not amor electro 11 1 882 600
    Not amor electro 11 1 139 90
  • Not amor electro 12 1 882 600
    Not amor electro 12 1 139 90
  • Not amor electro 13 1 882 600
    Not amor electro 13 1 139 90
  • Not amor electro 14 1 882 600
    Not amor electro 14 1 139 90
  • Not amor electro 15 1 882 600
    Not amor electro 15 1 139 90
  • Not amor electro 16 1 882 600
    Not amor electro 16 1 139 90
  • Not amor electro 17 1 882 600
    Not amor electro 17 1 139 90
  • Not amor electro 18 1 882 600
    Not amor electro 18 1 139 90
  • Not amor electro 19 1 882 600
    Not amor electro 19 1 139 90
  • Not amor electro 20 1 882 600
    Not amor electro 20 1 139 90
  • Not amor electro 21 1 882 600
    Not amor electro 21 1 139 90
  • Not amor electro 22 1 882 600
    Not amor electro 22 1 139 90
  • Not amor electro 23 1 882 600
    Not amor electro 23 1 139 90
  • Not amor electro 24 1 882 600
    Not amor electro 24 1 139 90
  • Not amor electro 25 1 882 600
    Not amor electro 25 1 139 90
  • Not amor electro 26 1 882 600
    Not amor electro 26 1 139 90
  • Not amor electro 27 1 882 600
    Not amor electro 27 1 139 90
  • Not amor electro 28 1 882 600
    Not amor electro 28 1 139 90
  • Not amor electro 29 1 882 600
    Not amor electro 29 1 139 90
  • Not amor electro 30 1 882 600
    Not amor electro 30 1 139 90
  • Not amor electro 31 1 882 600
    Not amor electro 31 1 139 90
  • Not amor electro 32 1 882 600
    Not amor electro 32 1 139 90
  • Not amor electro 33 1 882 600
    Not amor electro 33 1 139 90
  • Not amor electro 34 1 882 600
    Not amor electro 34 1 139 90
  • Not amor electro 35 1 882 600
    Not amor electro 35 1 139 90
  • Not projeto 65 1 1 882 600
    Not projeto 65 1 1 139 90
  • Not projeto 65 2 1 882 600
    Not projeto 65 2 1 139 90
  • Not projeto 65 3 1 882 600
    Not projeto 65 3 1 139 90
  • Not amor electro 36 1 882 600
    Not amor electro 36 1 139 90
  • Not amor electro 37 1 882 600
    Not amor electro 37 1 139 90
  • Not amor electro 38 1 882 600
    Not amor electro 38 1 139 90
  • Not amor electro 39 1 882 600
    Not amor electro 39 1 139 90
  • Not amor electro 40 1 882 600
    Not amor electro 40 1 139 90
  • Not amor electro 41 1 882 600
    Not amor electro 41 1 139 90
  • Not amor electro 42 1 882 600
    Not amor electro 42 1 139 90
  • Not amor electro 43 1 882 600
    Not amor electro 43 1 139 90
  • Not amor electro 44 1 882 600
    Not amor electro 44 1 139 90
  • Not amor electro 45 1 882 600
    Not amor electro 45 1 139 90
  • Not amor electro 46 1 882 600
    Not amor electro 46 1 139 90

Artigos relacionados: