Passar para o Conteúdo Principal
C.M Matosinhos
QuartetoCordasMatosinhosConstantinoNeryMúsicaNotícias

Schubert e Rodrigo Leão

Diferentes sons para um sábado em grande

19.04.18

Rodrigo Leão traz “Os Portugueses” ao Constantino Nery (22 horas). Quarteto de Cordas de Matosinhos tem convidados especiais para o recital na Igreja do Bom Jesus de Matosinhos (21h30)

Há muita e excelente música para escutar em Matosinhos no sábado, 21 de abril, 111º dia do ano de 2018. Rodrigo Leão vem comemorar 25 anos de uma carreira excecional a solo com um concerto no Teatro Municipal de Matosinhos-Constantino Nery. E o Quarteto de Cordas de Matosinhos traz convidados especiais e os acordes de Franz Schubert para um recital na Igreja do Bom Jesus de Matosinhos que assinalará também a data em que o ex-presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, Guilherme Pinto, completaria 59 anos de idade. O difícil vai ser escolher.

A atuação do quarteto terá início pelas 21h30 e será integralmente composta pelo “Octeto em Fá maior, D. 803”, que Schubert compôs em 1824, por encomenda do conde Fernidand Troyer, um nobre e clarinetista amador austríaco. Considerado uma obra incontornável do panorama da música de câmara europeia, o octeto será interpretado pela formação habitual do Quarteto de Cordas de Matosinhos, à qual se juntarão o contrabaixo de António Augusto Aguiar, o clarinete de Nuno Pinto, a trompa de Nuno Vaz e o fagote de Pedro Silva.

O recital, com entrada livre, homenageará o presidente da Câmara Municipal de Matosinhos falecido em janeiro do ano passado, grande impulsionador da criação do Quarteto de Cordas de Matosinhos. Fundado em 2007, o agrupamento composto por Vítor Vieira, Juan Maggiorani, Jorge Alves e Marco Pereira assumiu-se como uma referência da música erudita nacional, tendo conquistado, em 2014, do Prémio Rising Stars da Organização Europeia de Salas de Concertos.

Já Rodrigo Leão está a assinalar, vinte e cinco anos depois do lançamento de “Ave Mundi Luminar”, uma das mais notáveis carreiras musicais portuguesas, marcada por álbuns como “Cinema” ou “Alma Mater”, e por colaborações com nomes como os de Adriana Calcanhoto, Beth Gibbons ou Ryuichi Sakamoto. O concerto “Os Portugueses”, com início marcado para as 22 horas, Teatro Municipal de Matosinhos-Constantino Nery, inclui uma seleção de composições de Rodrigo Leão cantadas em português e que se tornaram em alguns dos seus temas mais amados, a par de clássicos instrumentais que sublinham a indefinível portugalidade da sua inspiração melódica.

“Os Portugueses”, que em junho dará lugar à edição de um CD/DVD com o mesmo nome, incluirá também os temas instrumentais escritos por Rodrigo Leão para a série televisiva “Portugal, um Retrato Social”, de Joana Pontes e António Barreto, e será acompanhado em palco com projeções de imagens da série. Rodrigo Leão terá ainda a companhia de uma cantora, um naipe de cordas e um multi-instrumentista que lhe permitirá reproduzir em palco os múltiplos ambientes sonoros das gravações originais.

Rodrigo Leão, recorde-se, foi também fundador dos Madredeus e dos Sétima Legião, sendo autor das bandas-sonoras de filmes como “O Mordomo”, de Lee Daniels, e “Paris, je t’aime”. Outros temas seus vieram a integrar a trilha musical de grandes produções cinematográficas.

imagem

imagem

Artigos relacionados: