Passar para o Conteúdo Principal
C.M Matosinhos

Piratas invadem Leça da Palmeira!

Depois do êxito das últimas edições, Leça da Palmeira volta a ser invadida pelos “Piratas”.

25.06.14

De 27 a 29 de junho, a zona envolvente ao Forte Nossa Senhora das Neves vai regressar mais uma vez ao passado, mais concretamente ao século XIV. Naus, galeões, patachos e caravelas, que asseguravam o comércio marítimo, resistem aos ataques de normandos, mouros, franceses, ingleses e holandeses. A coroa portuguesa contrata corsários para fazer face às pilhagens e assaltos das embarcações inimigas.

Para combater os ataques dos piratas, foram tomadas medidas de prevenção como a vigilância das praias de dia e de noite e a construção de fortificações. Exemplo disso é o Forte de Nossa Senhora das Neves, também conhecido como Castelo de Leça, onde irá decorrer, pelo terceiro ano consecutivo mais uma recriação histórica dos “Piratas”.

Com este evento, além de divulgar o património histórico e cultural de Matosinhos, a Câmara Municipal de Matosinhos pretende atrair o turismo e incentivar a economia local, uma vez que, tal como aconteceu nas edições anteriores, são esperados milhares de visitantes.

Duelos de sabre e florete, caça ao tesouro, treino de armas, tabernas, saltimbancos, espetáculos de malabares, circo de comediantes, baile de gala, zaragata entre piratas, visitas guiadas ao Forte Nossa Senhora das Neves, julgamento de piratas desordeiros ou a chegada de El- rei D. João V são alguns dos momentos a não perder nesta terceira edição dos “Piratas” em Leça da Palmeira. Consulte o programa! Embarque nesta aventura e traga toda a família!

Vai ser um fim de semana inesquecível.

PROGRAMA

27 de Junho - sexta-feira

15h00 - A Caça ao Tesouro - À descoberta do século XVIII

Atividade pedagógica para a população escolar. No mercado, decorrerão, em permanência, várias atividades lúdicas (música, canto, dança, malabarismo e acrobacia, jogos de destreza, falcoaria, treino de armas, etc.).

Das tabernas e tendas do mercado ecoarão os pregões e os ditos de incitamento ao comércio. Os penetrantes aromas do peixe e carne a serem grelhados atrairão os famintos e os sequiosos. As mais variadas personagens cruzar-se-ão pelo mercado: almocreves e bufarinheiros, mendigos e marinheiros, carregadores e aguadeiros, cativos e escravos, poetas e vendedores de sonhos e ilusões, a fidalguia, a burguesia e a clerezia, o povo do norte e o povo do sul, o reino de Portugal e o reino do Algarve, os mouros forros e os flamengos, os ingleses e genoveses, os venezianos e os franceses, numa algaraviada a que se sobrepõe a música dos tangedores e menestréis.

21h00 - Baile de Máscaras do século XVII. Um baile de glamour, sofisticação e humor em pleno século XVII. Um grandioso baile de máscaras, no melhor estilo de carnaval veneziano, com aula de etiqueta e dança da época.

23h00 - Espetáculo de Malabares de Fogo e Pirotecnia “Mare Tenebrum”

00h45 – Encerramento - Fogo de artifício

28 de Junho - sábado

12h00 - Abertura do Porto e início do comércio

13h00 - Manjares frescos e acepipes doces com produtos próprios da época

15h00 - Dramatização: As Sanzalas das lavras de ouro de Minas Gerais

16h00 - Mestre-de-cerimónias recebe os presentes encomendados para a cerimónia de receção a D. João: Bailarinas vindas do Oriente demonstram a arte das danças das Arábias e das Índias.

O encantador de serpentes indiano.

17h00 - Julgamento dos Piratas que atacaram e saquearam o Baile de Máscaras.

17h30 - Treinos de armas da Milícia do Reino

18h00 - Ciganos, saltimbancos e artistas montam o circo na cidade

19h00 - Músicas e Serenatas. Cantares e cantigas. Músicas de Portugal e das Áfricas.

Danças na rua, populares e palacianas.

22h30 - O desembarque pirata e o rapto das freiras

00H45 - Arruada de Fogo e Encerramento

29 de Junho – domingo

12h00 - Abertura do Porto e início do comércio

13h00 - Manjares frescos e acepipes doces com produtos próprios da época

15h00 - A entrada Régia. Cortejo Histórico para a receção a D. João V

16h00 - A Cerimónia da Aclamação de D. João, rei de Portugal e dos Algarves, daquém e dalém

Mar em África, Príncipe do Brasil, Duque de Bragança e Conde de Ourém. O beija-mão real.

16h30 - Entoação do cântico Te Deum em honra da chegada de D. João, O Magnânimo e da arquiduquesa D. Maria Ana de Áustria

17h00 - A fúria real do freirático D. João

17h30 - Artistas das mais variadas artes animam o mercado

18h00 - Merenda nas tabernas entre aventureiros, trapaceiros e piratas

18h30 - Dramatização: Ataque de paralisia de D. João V e visita dos físicos à corte

20h00 - Leilão de um lote de escravos da Guiné. Venda de escravos e seu assentamento no livro da Fazenda pelo Tabelião e cobrança das taxas e dízimas. Os tratos deste comércio e as contestações dos iluminados.

21h30 - Dramatização: Auto-de-fé e condenação à morte do escritor judeu, António José da Silva (adaptação dramatúrgica da obra de Bernardo Santareno)

22h00 - Encerramento

Nota: Animação itinerante, recriações históricas e artes performativas.


Miúdos à vista – criações de pequenos piratas

Dia 28 – sábado

15H00 – À sombra da vela (+6 anos)

16H00 – Demonstração: nós de marinheiro (+6 anos)

16H30; 17H30; 18H00; 18H30 – O Zarco, a Rosa, Os Cardeais e o Vento (+6 anos)

Dia 29 – domingo

15h00 – Conto Constança e o Zarco, a Rosa, os Cardeais e o Vento (+6 anos)

17H30; 18H00; 18H30 – Tattoo ta eu & Punhos malvados (+4 anos)



Visitas guiadas ao Forte

Dia 27 – 21H30; Dia 28 – 15h00, 16H00; 17H00; 18h00; 19h00; 21H30; 23H00

Dia 29 – 12h00; 15H00, 16H00, 17H00, 18h00; 19h00

(Informações e inscrições no Posto de Informação. Limitadas à lotação.)

(Programa e horários sujeitos a alteração)

Artigos relacionados: