• Autarquia
  • Apoio ao Munícipe
  • Áreas de Atividade
  • Urbanismo
  • Cultura
  • Turismo
Pesquisar no site

Ministra do Trabalho inaugura Loja do Empreendedor, 2 Creches e 1 Centro de Dia

20 de Abril de 2011
Na sua visita a Matosinhos, a Dr.ª Helena André entregou ainda diplomas a 176 formandos do Centro Novas Oportunidades.

Matosinhos tem, desde hoje, dia 20 de Abril, um serviço especializado de apoio ao empreendedor e empresário.

A Loja do Empreendedor conta com uma equipa multidisciplinar e constitui-se como um espaço de acolhimento e interacção, dirigido a todos os interessados em desenvolver ou investir na economia do concelho.

Situada no Centro Comercial Antiga Câmara, na Rua Brito Capelo, a Loja do Empreendedor integra-se num pólo onde funcionam já vários serviços como o CIAC - Centro de Informação ao Consumidor, o Espaço Internet e a Loja de Emprego da ADEIMA- Associação para o Desenvolvimento Integrado de Matosinhos, parceiro estratégico para algumas respostas dos serviços oferecidos.

Com serviços diversificados, que vão desde o apoio na construção e implementação de projectos, à criação de formação à medida, ao apoio na gestão empresarial ou informação detalhada e documentada sobre a maioria das questões empresariais, a Loja do Empreendedor pretende ser um espaço que beneficiará da experiência acumulada pela autarquia desde 2009 na gestão do Matosinhos FINICIA. Este novo serviço acolhe o empreendedor, acompanhando-o através da figura de um gestor de caso, no seu percurso individual ou empresarial.

Este serviço de proximidade tem como finalidade a criação de uma resposta um pouco distinta das existentes nesta matéria do empreendedorismo, não se limitando ao fornecimento de informação ou encaminhamento, mas ao acompanhamento activo ao empreendedor.

Presente na inauguração deste novo espaço esteve a Ministra do Trabalho e da Solidariedade Social, Dr.ª Helena André, assim como o Presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, Dr. Guilherme Pinto, que aproveitaram a ocasião para visitar a Loja do Emprego.
A funcionar desde Setembro de 2005, a Loja do Emprego surgiu com o intuito de dar resposta a uma das necessidades identificadas na rede Social, no âmbito do Projecto Matosinhos Activo, financiado pelo Programa para a Inclusão e Desenvolvimento (PROGRIDE). Contudo, a partir de Novembro de 2010 passou a ser financiado pelo programa Contratos Locais de Desenvolvimento Social (CLDS).
A Loja de Emprego tem, como objectivo central, a orientação profissional e na procura de emprego de pessoas desempregadas, através do apoio a percursos individuais de inserção e do desenvolvimento de acções de formação de curta duração, ajustadas aos perfis específicos das mesmas.

Desde o início da sua actividade, e até fim de Março deste ano, a Loja de Emprego acompanhou 1514 desempregados e desenvolveu um total de 912 participações em formação interna, em 85 acções formativas.

Através do trabalho desenvolvido com o público foi possível apoiar a integração de 433 pessoas no mercado de trabalho. No âmbito do apoio na criação do próprio emprego, foram apoiados diversos processos, dos quais 3 terminaram de forma positiva.

No Salão Nobre dos Paços do Concelho, a Ministra do Trabalho assistiu à apresentação da Plataforma Centro Novas Oportunidades pelo Vice-presidente da Autarquia, Dr. Nuno Oliveira.

Matosinhos dispõe de sete Centros Novas Oportunidades- ADEIMA, AEP, FOR-MAR, FormAjuda, Agrupamento de Escolas de Leça do Balio, Escola Secundária Augusto Gomes e Escola Secundária João Gonçalves Zarco - que, em parceria com a autarquia, constituem a POR Matosinhos – Plataforma de Oportunidades em Rede, com o objectivo de promover a aprendizagem ao longo da vida.

Esta rede local, formalizada em 2010, é constituída por Centros que, de modo faseado, foram iniciando actividade ao longo dos últimos 10 anos. Já foi procurada por 26265 pessoas adultas, que através de diferentes percursos de educação formação – Centros Novas Oportunidades, Cursos de Educação Formação de Adultos, Acções de Formação Modular- procuraram melhorar as qualificações escolares e profissionais, com impactos a nível da sua empregabilidade.

Concretamente, através de Processos de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências, no Concelho de Matosinhos, já foram certificadas 7303 pessoas, 6242 com o nível de escolaridade básico e 1061 com o nível de escolaridade secundário.

De seguida, a Ministra do Trabalho e o Presidente da Câmara Municipal de Matosinhos entregaram os certificados/diplomas a 176 formandos, adultos, maiores de 18 anos, que decidiram retomar os seus percursos de qualificação e elevar os seus níveis de certificação escolar.

São maioritariamente homens (60%), com idades que variam entre os 36 e os 55 anos (68%) e obtiveram, preferencialmente, certificação escolar de nível básico (9º ano de escolaridade – 66%).

“Vocês aqui hoje presentes têm uma grande responsabilidade. Estou profundamente comovido por ver aqui pessoas da minha geração que, por força das circunstâncias da vida, só agora regressaram à escola. É um contributo muito grande que estão a dar ao país. Portugal já tem mais de 300 mil pessoas que têm agora o 9º e o 12º anos concluídos. Voltar à escola é um acto de coragem. Cada um de vocês está a fazer a diferença. Matosinhos já é um concelho com um nível elevado de qualificação e isso vai se verificar agora com os Censos 2011”, adiantou o Dr. Guilherme Pinto.

A Ministra do Trabalho salientou que “nunca é tarde para aprender, nunca é tarde para aumentar os conhecimentos e os saberes, nunca é tarde para nos adaptarmos á evolução das sociedades”. Para a Dr.ª Helena André, “o que se aprende na escola não é suficiente”, pois “para se fazer face às mudanças no mercado de trabalho” é “necessária uma abertura de espírito”, de forma a “ganhar novas competências, valorizar e reconhecer as capacidades de cada um e com isso melhorar o défice que Portugal tem ao nível da qualificação”. A governante relembrou que em Portugal existem ainda cerca de dois milhões de pessoas com um nível de competências. “O diploma pode fazer a diferença entre ter ou não ter acesso a um emprego”, concluiu a Dr.ª Helena André.

Também hoje a Ministra do Trabalho inaugurou a Creche/Berçário, no Centro Social de Leça do Balio, um equipamento que se destina a 16 crianças (dos 4 aos 12 meses) e que resultou da candidatura ao Programa PARES- Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais, promovido pelo Ministério do Trabalho e Segurança Social.

Além do financiamento no valor de € 76.640,50 do Programa PARES, a Câmara Municipal comparticipou a obra, orçada em € 265.435,75, com € 83.167,95, cedendo igualmente as instalações avaliadas em € 157.817,91.

O Centro Social de Leça do Balio, fundado em 1982, é uma IPSS e gere sete equipamentos sociais, todos em edifícios ou terrenos cedidos pela Autarquia de Matosinhos, direccionados para a Infância e Terceira Idade, abrangendo mais de 600 utentes, 120 funcionários e 17 viaturas (incluindo uma ambulância e dois mini-autocarros). Segundo o Presidente da Junta de Freguesia de Leça do Balio, Francisco Araújo, no futuro está prevista a ampliação do lar de terceira idade (mais 21 camas), o alargamento do serviço de apoio domiciliário (de 49 para 60 utentes), do ATL (60 crianças) e do Centro de Convívio (para mais 20 idosos). O autarca defendeu ainda a necessidade de mais uma creche e de salas de estudo, aproveitando as instalações da antiga escola do Araújo.

A Ministra do Trabalho visitou em seguida a Creche e o Centro de Dia do Centro Social e Cultural de Custóias, uma IPSS fundada em 1994. A Creche tem capacidade para acolher 33 crianças, enquanto o Centro de Convívio e o Centro de Dia dispõem de 100 lugares. 25 pessoas beneficiam ainda do Serviço de Apoio Domiciliário.

Custóias era uma freguesia onde ainda não existia uma creche pública, facto que deixou bastante satisfeito o Presidente da Junta de Freguesia de Custóias, José Tunes.

A Câmara Municipal de Matosinhos cedeu um terreno, avaliado em €.410.400,00, com uma área de 2700m2 para a construção deste novo equipamento social, tendo ainda elaborado a custo zero o projecto de arquitectura para este edifício. Posteriormente, o Centro Social e Cultural de Custóias obteve um financiamento no valor de € 342.320,00 do Programa PARES.

Para a construção do equipamento, a Autarquia atribuiu um apoio de € 777.111,00, enquanto o Centro Social assumiu o valor de € 130.000,00.

A Ministra do Trabalho sublinhou que estes equipamentos são “o resultado de um trabalho de parceria entre o Estado, o poder local e as instituições da sociedade civil”. “O Concelho de Matosinhos tem sido exemplar relativamente aos equipamentos sociais. Em Matosinhos, 5.700 pessoas estão cobertas pelos acordos de cooperação, o que representa mais de 15 milhões de euros por ano, suportados pelo Estado”, explicou a Dr.ª Helena André.

O Presidente da Câmara Municipal defendeu que, em tempo de contenção, é necessário tomar decisões com base na sustentabilidade. “Não vamos abrir mais valências sem que a Rede Social diga que é necessário. Em Maio, a Câmara vai entregar alguns equipamentos para quem possam ser geridos por quem sabe”, esclareceu o Dr. Guilherme Pinto.

Presentes na visita da Ministra do Trabalho ao Concelho de Matosinhos estiveram ainda a Vereadora do Ambiente, Dr.ª Joana Felício, a deputada Luísa Salgueiro, e o Presidente da Junta de Freguesia da Senhora da Hora, Valentim Campos.

Ministra do Trabalho inaugura Loja do Empreendedor

 

Dr. Guilherme Pinto - Presidente da Câmara Municipal de Matosinhos
Mensagem do Presidente
Fale com o Presidente
Cidadania-ativa
Galerias
Newsletter
POS_Conhecimento
União Europeia - FEDER
Câmara Municipal de Matosinhos
Av. D. Afonso Henriques
4454-510 Matosinhos
Tel: 229 390 900 | 229 392 400
Fax: 229 351 645
E-mail: mail@cm-matosinhos.pt
powered by NetMunicípio