Passar para o Conteúdo Principal
C.M Matosinhos

ARU de Matosinhos Sul

ARU de Matosinhos Sul

imagem

Aprovada por Deliberação da Assembleia Municipal de Matosinhos, em sessão extraordinária realizada a 14 de dezembro de 2015, publicada no Diário da Republica, II Série, n.º 21, de 1 de fevereiro de 2016, sob o AVISO N. 1115/2016.

Localiza-se na União das Freguesias de Matosinhos e Leça da Palmeira, concretamente na antiga Freguesia de Matosinhos, no extremo sul litoral, na zona tradicionalmente designada por “Matosinhos Sul”. Atribui-se-lhe a tipologia de “Zona Industrial Abandonada”, face a um cadastro de dimensões próprias ao uso industrial e à existência de um conjunto de edificações identificadas.

Delimitada a Norte pela Avenida da República, a Nascente pela Avenida de D. Afonso Henriques, a Sul, Estrada da Circunvalação, terminando a Poente na Avenida do General Norton de Matos.

Abrange 62 hectares, compreende 21 vias, entre avenidas, ruas e estradas, 33 quarteirões e 309 parcelas, cuja grande maioria se encontra edificada
Trata-se de uma zona urbana consolidada, de traçado ortogonal, cujo modelo urbano é composto por duas áreas distintas: uma, a nascente, caraterizada pela existência de um número ainda elevado de quarteirões ocupados por edifícios industriais, maioritariamente desativados e abandonados, a necessitar de reabilitação; outra, a poente, mais próxima da linha da costa, caraterizada por um edificado recente destinado a habitação plurifamiliar, com elevada volumetria, cujos pisos térreos são ocupados por atividade económica/comércio de grandes dimensões, direcionada para um público de gama média/alta, servida por um espaço urbano qualificado e com forte dinâmica de renovação, a necessitar contudo de diversificação e complementaridade.

De salientar que a área aqui delimitada reúne um património histórico e arquitetónico de relevo, a saber, o edifício da antiga fábrica da “Real Vinícola”, Monumento de Interesse Público, 92 imóveis inventariados e de intervenção regulamentada no âmbito do Plano de Matosinhos Sul, que abrangem 10,5 hectares do total de área ocupada.

Com esta delimitação pretende-se encontrar e fazer confluir para aquele espaço geográfico, estratégias e recursos que conduzam à recuperação do edificado e à qualificação do espaço público, no fundo, à revitalização do tecido urbano e social da área, através da concretização de uma Operação de Reabilitação Urbana (ORU).

Os objetivos gerais previamente estabelecidos para esta área são os seguintes: Requalificar e reabilitar o património com interesse cultural; Promover a reabilitação dos edifícios degradados ou funcionalmente desadequados, bem como do espaço urbano em geral; Revitalizar a atividade económica, afirmando os fatores de identidade cultural local, como elementos potenciadores de diferenciação e competitividade urbana; Promover o desenvolvimento socioeconómico na perspetiva da sustentabilidade ambiental.

Documentos