Passar para o Conteúdo Principal
C.M Matosinhos
Destaquesuperiorimagem salv  27 set 2018 1 2500 2500
Salve a Língua de CamõesMuseu da Quinta de SantiagoEventos

"Michel III, uma farsa à brasileira"

Salvé a Língua de Camões

27.09.18

27 Setembro, 21h30
Maiores de 12 anos

O próximo Salvé debruça-se sobre o texto de Fábio Brandi Torres: "Michel III, uma farsa à brasileira".

Michel III, uma farsa à brasileira

Sinopse
Michel, um aspirante ao trono, cansado de viver em segundo plano, resolve conspirar para assumir a coroa. Num ambiente de intrigas e golpes, personagem dos textos shakespearianos tem o seu equivalente na política brasileira. Nesta sátira, os personagens fazem referência a protagonistas do jogo político.

 

12

Sobre o autor:
FÁBIO BRANDI TORRES é um premiado dramaturgo, roteirista e diretor teatral. Alguns dos seus trabalhos são:
TEATRO:
2015: Assumiu a direção do espetáculo adulto A Medida do Meu Mundo Sem Você e do espatéculo infantil O Menino Que Não Sabia Chorar, dois textos de Paula Autran. O seu texto Da Natureza de Fronhas e Lençóis foi traduzido para o espanhol e lido em Barcelona, pelo Teatre Dels Argonautes.

2014: Faz uma adaptação Macbeth, para o Teatro Reactor, (Matosinhos/Portugal). Dirigiu e fez a adaptação da dramaturgia do espetáculo Florbela Espanca – A Hora que Passa, que fez duas temporadas em Portugal, com apresentações em 19 cidades. O espetáculo também foi apresentado em Cabo Verde e nos Estados Unidos. Também dirigiu o texto 61m² de Luis Indriunas, dentro do projeto Arquitetura da Dramaturgia, do CDC.

2013: Desenvolveu a dramaturgia e direção dos espetáculos Um Solo de Dois, com a Cia BuBiÔ, FicÔ LÔ, Chora, Margarida!, com a Cia Prosa dos Ventos e Pandolfo Bereba, com a Cia Circo de Trapo, para o qual foi nomeado para o Premio FEMSA 2013, como Melhor Autor.

2012: Estagiou com o Teatro Acadêmico Gil Vicente, de Coimbra, onde escreveu o texto Da Natureza de Fronhas e Lençóis. Também escreveu a adaptação de Bela Adormecida, com a direção de Paulo Henrique Jordão. Em 2011, escreveu e dirigiu Cinderela, Bela Magrela pela Cia Prosa dos Ventos e escreveu Tutto Nel Mondo È Burla, para a EMESP, com direção de Iacov Hillel.

2010: Foi um dos 9 dramaturgos convidados a escrever para o espetáculo Te Amo, SP, onde o seu texto,Vão Livre, foi dirigido por Caco Ciocler. Neste ano, também assinou o texto do espetáculo musical infantilGrandes Pequeninos, a partir do CD homônimo de Jair de Oliveira e Tânia Khalill, com direção de Isser Korik e foi responsável pela tradução e adaptação de Medida por Medida, comédia de William Shakespeare, dirigida por Val Pires, para o Folias D’Arte.

2009: Dirigiu e escreveu (em parceria com Helena Ritto), o espetáculo musical infantil Ciranda das Flores, indicado em 2 categorias do Prémio FEMSA 2009, incluindo Melhor Texto Original. Neste mesmo ano, assinou a adaptação de A Pequena Sereia, com direção de Isser Korik. Também foram montados os textos Se Casamento Fosse Bom... (dirigido por Rosi Campos) e Respeitável Público?,encenado em Portugal, com direção de William Gavião.

2008: Escreveu em parceria com Mário Viana e com direção de Iacov Hillel, o musical Prepare Seu Coração.

2005: É nomeado ao Prémio Shell como Melhor Autor pelo espetáculo O Mata-Burro, dirigido por André Garolli.

2004: É nomeado como melhor autor ao Prémio Coca-Cola FEMSA de Teatro, pelo espetáculo A Matéria Dos Sonhos e teve o texto O Monstro de Pirataraca encenado com supervisão de José Renato.

TELEVISÃO:
Em 2017, assinou o roteiro do documentário Inezita, para a TV Cultura.
Participou como roteirista das novelas Seus Olhos (SBT) e Paixões Proibidas (BAND / RTP), com Aimar Labaki e Mário Viana.
Também assinou 4 episódios da sitcom #PartiuShopping, do Multishow.

RÁDIO:
Escreveu a radionovela A Curva do Rio (2014) em parceria com Luiz Henrique Romagnolli, com elenco formado por Jairo Mattos, Norival Rizzo, Sérgio Mamberti, Raquel Marinho, Erika Altimeyer, Ricardo Monastero, Roberto Rocha e Hugo Possolo.

NOMEAÇÕES:
Melhor Autor – Pandolfo Bereba – Prémio FEMSA - 2013
Melhor Diretor – Ciranda das Flores – 9º FETEPP – 2010
Melhor Autor – Ciranda das Flores – Prémio FEMSA - 2009
Melhor Autor – O Mata-Burro – Prémio Shell - 2005
Melhor Autor – A Matéria dos Sonhos – Prémio Coca-Cola FEMSA – 2005

PRÉMIOS:
Melhor Diretor - Ciranda das Flores – 8º Festival Nacional de Limeira - 2012
Melhor Autor – Ciranda das Flores – 9º FETEPP - 2010
Melhor Autor e Diretor – Ciranda das Flores – 37º FENATA - 2009
Melhor Autor – 2 x 2 – VIII Festival Curta Teatro / SESI – 2002
Melhor Autor – Subindo! – VI Festival Curta Teatro / SESI – 2000
Melhor Texto – Um Conto Do Rei Arthur - Concurso Nacional de Dramaturgia Vladimir Maiakovski -1995
Melhor Adaptação – Romeu e Julieta ¬ - Festival de Teatro de São Caetano do Sul – 1993

27 setembro 2018
Horário: 21h30

Salvé a Língua de Camões
Direção da Leitura: William Gavião.
Parceria: Companhia de Teatro Reator de Matosinhos e Câmara Municipal de Matosinhos.
Parceiros do projeto de dramaturgia: Centro de dramaturgia contemporânea de São Paulo; Teatre dels Argonautes, Barcelona.
CE: maiores de 12 anos

Informações e inscrições: casadobosque@cm-matosinhos.pt 
Museu da Quinta de Santiago
Rua de Vila Franca, 134 | Leça da Palmeira, Matosinhos
telf.: 229392410

IMAGEM SALVÉ 27 SET 2018

Horário:

21h30

Local:
Museu da Quinta de Santiago

Artigos relacionados: