Passar para o Conteúdo Principal
C.M Matosinhos

Informações Úteis

Alerta - Psila africana dos citrinos

Notificação da aplicação de medidas fitossanitárias

EDITAL

Obrigatoriedade de poda e tratamento de citrinos infestados com a Psila Africana dos Citrinos

              

Recomendação dos serviços fitossanitários da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte

Se é morador nos concelhos de Gondomar, Maia, Matosinhos, Porto e Vila Nova de Gaia e tem citrinos (laranjeira, limoeiro, tangerineira, limeira, toranjeira, cumquates, …) deve estar atento aos sintomas que as suas plantas possam apresentar semelhantes aos das fotografias do documento anexo (Divulgação). Estes concelhos têm diversas freguesias já infestadas com esta praga, a qual tem sido observada sobretudo em jardins privados.

São causados por um inseto, a psila africana dos citrinos (Trioza eryrtreae), que pica e suga as folhas das plantas originando as deformações facilmente visíveis, sobretudo ao nível dos raminhos jovens. Quando picam as plantas para se alimentarem injetam toxinas que, além de deformarem as folhas, acabam por originar o enfraquecimento das árvores, bem como a diminuição da quantidade e qualidade dos frutos. Também facilitam o aparecimento doutros problemas fitossanitários bem conhecidos, como por exemplo a mosca branca e a fumagina.

Além dos problemas descritos, esta psila pode ainda ser transmissora de uma bactéria que causa uma doença muito grave nos citrinos chamada de Citrus greening.

Este inseto dispersa-se pelo voo, mas sobretudo pela circulação de material proveniente de zonas infestadas, pelo que é essencial ter atenção às plantas que adquire. Se as suas plantas manifestam estes indícios deve tomar medidas, as quais estão descritas na ficha “Divulgação”. Estas medidas são obrigatórias e destinam-se a erradicar a praga.

Em caso de dúvida ou se pretender obter mais informações, pode contactar os serviços oficiais de inspeção fitossanitária da DRAP Norte em:

Divisão de Apoio ao Setor Agroalimentar

Estrada Exterior à Circunvalação, nº 11.846
4460-281 Senhora da Hora
TEL: 229 574 036
www.drapn.min-agricultura.pt

 

Documentos     

 

DIVULGAÇÃO

OFÍCIO CIRCULAR Nº 3/2015 - SITUAÇÃO DE TRIOZA ERYTREAE EM PORTUGAL - MEDIDAS FITOSSANITÁRIAS