Passar para o Conteúdo Principal
C.M Matosinhos

Recriações Históricas

Auto de abertura da Feira
Almocreves, bufarinheiros e mesteirais acorrem à praça a montar as suas tendas e bancas.
Saltimbancos e menestréis preparam as suas atuações burlescas e jocosas. Em anúncio da visitação do Reposteiro-Mor de D. Fernando ao Mosteiro, senhores e servos saem a receber a nobre comitiva, aprestando-se o tabelião e aprendizes em trazer para o terreiro as mesas e assentos com que se há-de redigir o termo desta visita, sacodem-se as poeiras e enxotam-se os cães sarnentos para longe das vistas.
O arauto apregoou a chegada do Visitador, os homens de armas envergaram as puídas cotas de malha areadas à pressa por debaixo dos coçados arneses e aprumados nas alabardas, esperam, pacientemente. Ao som das trombetas, o préstito irrompe na praça de armas. O cortejo detém-se e dessedentam-se as visitas com água e malvasia. O comendador da Ordem do Hospital agradece ao nobre Reposteiro-Mor o empenho e a preparação dos esponsais de El-Rei. Há bênção e oração devota. E mandam-se dar vivas ao Rei.

Torneio a Cavalo
Provas de adestramento entre cavaleiros com justas de cortesia para apuramento dos mais aguerridos.

Recriação da Lenda de Ferro Caldo
Acusada de adultério, a mulher de um ferreiro vê-se obrigada a ser submetida à prova do Ferro Caldo como meio de afirmar a sua inocência.

Cerimónia do Lava Pés
Peregrinos dos mais distantes lugares, chegam ao Mosteiro. Monges e Fratizas acolhem- -nos, dando-lhes agasalho e aconchego

Cerimónia de Ordenação e Exaltação dos novos Cavaleiros da Ordem
Recriação da Cerimónia da ordenação dos novos Cavaleiros da Ordem de S. João de Jerusalém.

Régio Esposamento de el Rei D. Fernando e D. Leonor Teles
D. Fernando anula o casamento a que D. Leonor se encontrava vinculada e, contrariando o descontentamento do povo e reprimindo violentamente os seus protestos, enamorado, toma-a como sua esposa no Mosteiro de Leça do Balio.

Contra a opinião de muitos nobres e poderosos do reino, D. Fernando torna D. Leonor Rainha de Portugal e atribui-lhe dote e regalias, seguindo-se o beija-mão pela clerezia e fidalguia.