Passar para o Conteúdo Principal
C.M Matosinhos

Casa de Santiago

casa_de_santiago_2.jpgA Casa de Santiago foi mandada construir por João Santiago de Carvalho e Sousa, para sua residência na última década do século XIX, Era então designada por “Quinta de Villa Franca” numa alusão ao local onde se encontrava. O autor do projeto foi Nicola Bigaglia, veneziano radicado em Portugal desde a década de 1880. A casa adota um estilo arquitetónico eclético e revivalista, ao gosto da época, integrando elementos neo-medievais num tom genérico renascentista que caracterizará as suas obras posteriores.
A variedade de elementos estruturais e decorativos, a sua expressividade e o seu simbolismo fazem desta casa um elemento interessantíssimo de estudo. A casa foi adquirida pela Câmara Municipal de Matosinhos em 1968 tendo a sua recuperação e adaptação a museu sido dirigida pelo arquiteto Fernando Távora.
 
O visitante poderá observar a reconstituição duma época através da aproximação possível ao interior de uma habitação burguesa, instalada numa das zonas de veraneio mais concorridas na passagem do século, conferindo ao projeto da Quinta de Santiago uma dimensão de Casa Museu.
 
No segundo piso está exposta uma coleção de pintura e escultura que toma como base três nomes destacados da coleção de Arte da Câmara Municipal de Matosinhos: António Carneiro (1872-1930), Agostinho Salgado (1905-1967) e Augusto Gomes (1910-1976). Sendo três figuras ligadas a Matosinhos e a Leça a obra destes três artistas envolve três leituras diversas do mar, da terra mais interior e das gentes de Matosinhos. Paralelamente um programa de exposições temporárias, renovadas periodicamente são um importante fator de atração que recomenda uma visita a este museu que está aberto todos os dias das 10.00 às 18.00 horas (encerra à segunda-feira).
 
229392410