Passar para o Conteúdo Principal
C.M Matosinhos
NotíciasMúsicaClássicaConcertoQuartetoCordasMatosinhos

Quarteto de Cordas de Matosinhos

Concerto do 10.º Aniversário com Pedro Burmester ao piano

02.10.17

Dez anos passados sobre a constituição do Quarteto de Cordas de Matosinhos, não faltam motivos para celebrar aquele que se transformou numa das grandes referências da música erudita portuguesa, considerado em 2014 uma estrela em ascensão pela Organização Europeia de Salas de Concertos. O aniversário vai, de resto, ser festejado a preceito no próximo sábado, dia 7 de outubro, com um concerto gratuito no Salão Nobre dos Paços do Concelho de Matosinhos que juntará o pianista Pedro Burmester ao quarteto formado por Vítor Vieira (1.º violino), Juan Carlos Maggiorani (2.º violino), Jorge Alves (viola) e Marco Pereira (violoncelo).

Pedro Burmester e o Quarteto de Cordas de Matosinhos interpretarão “Cinco movimentos sobre o mar”, composto em 2006 pelo maestro Carlos Azevedo, precisamente por encomenda do QCM/Câmara Municipal de Matosinhos; “Olhares do acaso”, uma obra recente de Fernando Bessa Valente; e o “Quinteto com piano em Sol menor, op.57”, que Dimitri Schostakovich compôs em 1940.

Considerado um dos quinze melhores concertos de outubro pela revista Time Out Porto, a iniciativa constitui um presente triplo, já que, para além do programa musical, será ainda lançado um CD comemorativo do décimo aniversário do QCM, o qual inclui um conjunto de composições encomendadas pela Câmara Municipal de Matosinhos, e apresentada a edição de uma partitura de “Ella… Fantasia para quarteto de cordas”, do pianista e compositor Óscar da Silva (1870-1958), que faz parte do espólio da Biblioteca Municipal Florbela Espanca.

O CD a lançar durante o espetáculo conta com outras três obras encomendadas pela Câmara Municipal de Matosinhos: “Da luz nítida da manhã”, de Fernando C. Lapa, “Caged Symphonies”, de Vasco Mendonça, e “In illo tempore”, de Eurico Carrapatoso. A Câmara Municipal de Matosinhos, recorde-se, é uma das instituições públicas portuguesas que mais novas composições encomenda a músicos nacionais, contribuindo decisivamente para a valorização do património musical português.

Criado por iniciativa da Câmara Municipal de Matosinhos, o Quarteto de Cordas de Matosinhos alcançou nestes dez anos de atividade um lugar destacado no panorama musical português e internacional. Em 2014, recorde-se, o agrupamento conquistou o Prémio Rising Stars da European Concert Hall Organisation (ECHO), galardão que lhe permitiu realizar uma digressão pelos mais importantes palcos europeus, como o Barbican de Londres, o Concertgebouw de Amesterdão ou o Muzikverein de Viena, constituindo-se, assim, como uma notável embaixada de Matosinhos nas principais cidades do continente.

Convidado regular das principais salas de espetáculo portuguesas, o quarteto tem também desempenhado um importante papel na democratização da música erudita, trabalhando com as escolas do concelho de Matosinhos. Desde 2016, recorde-se, o QCM tem também efetuado uma digressão por todas as igrejas paroquiais do concelho, registando grande afluência de público.

O Quarteto de Cordas de Matosinhos efetua temporadas regulares de música erudita em torno de grandes compositores internacionais e do património musical português, sendo, segundo o presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, Eduardo Pinheiro, “um dos muitos motivos pelos quais os matosinhenses podem estar satisfeitos por fazerem parte desta comunidade criativa, inovadora, viva e ativa”. “Talvez nem todos os matosinhenses tenham ainda a clara noção do enormíssimo talento que temos entre mãos, mas Matosinhos tem muito orgulho no seu quarteto de cordas”, escreveu o autarca num texto que integra o CD a lançar no sábado.

imagem

  • Not quarteto cordas matosinhos 1 882 600
    Not quarteto cordas matosinhos 1 139 90

Artigos relacionados: