Passar para o Conteúdo Principal
C.M Matosinhos
Dest preven  o da viol ncia na fam lia 1 2500 2500

Prevenção da violência na família

Guilherme Pinto defende estratégia ao nível do Fórum Europeu de Segurança Urbana.

17.03.16

“Iluminar a meia-luz. Combater e prevenir os demónios da alma e do íntimo. É difícil”, disse Guilherme Pinto, hoje, na sessão de abertura da conferência “Olhares sobre a violência em contexto familiar”, primeira do novo Ciclo de Conferências de Matosinhos.

O Presidente da Câmara Municipal, com base na sua experiência enquanto presidente do Fórum Europeu de Segurança Urbana (EFUS), referiu que “este crime contra as pessoas é o último bastião que teima em não descer nas estatísticas da criminalidade”. Segundo o edil, “em toda a Europa, a criminalidade está a descer fruto das políticas preventivas e de integração”, mas no contexto familiar “a tendência é inversa”. “Pode haver várias explicações. Podem dizer-se que há mais denúncias de maus tratos ou de crimes praticados, mas para mim não é suficiente. Temos de abrir caminho. Fazer a prevenção no seio familiar é algo que nunca foi feito”, salientou.

Ao longo de dois dias, especialistas nacionais e europeus participam em sete mesas redondas no Salão Nobre dos Paços do Concelho, numa parceria entre a Câmara Municipal de Matosinhos, Jornal de Notícias e EFUS. A violência nas relações, a violência na intimidade, projetos de prevenção, campanhas de sensibilização, convenções internacionais, estratégias locais integradas são alguns dos temas que serão abordados na conferência. A conferência será encerrada amanhã pela secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, Catarina Marcelino, e por Guilherme Pinto.

“Espero que desta conferência saiam pistas sobre como podemos fazer prevenção. O Fórum Europeu de Segurança Urbana quer desafiar as cidades europeias a perceberem como se pode fazer prevenção da violência no seio familiar”, concluiu Guilherme Pinto.

Também Manuel Albano, da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, considera que “as autarquias desempenham um papel fundamental” no que respeita ao desenvolvimento de “parcerias ativas dentro dos territórios”. “Temos que potenciar a Rede Social”, acrescentou.

A sessão de abertura contou com a presença da Vereadora da Ação Social, Lurdes Queirós, do Vereador da Educação, António Correia Pinto, do Vereador da Cultura, Fernando Rocha, do presidente da união de freguesias de Matosinhos- Leça da Palmeira, Pedro Sousa, do presidente da união de freguesias de Perafita, Lavra e Santa Cruz do Bispo, Rodolfo Mesquita, entre muitos outros convidados.

Consulte o programa em: http://www.cm-matosinhos.pt/pages/1420.

Acompanhe em direto no canal da CMM: http://www.cm-matosinhos.pt/pages/1422 ou https://www.youtube.com/watch?v=NazFCY4zhH0.

Artigos relacionados: